Evo Morales: Trump afirmou em 2017 que faria guerra contra a Venezuela pelo petróleo

Presidente da Bolívia e Comissão Europeia fizeram apelo ao Grupo de Lima, que se reune em Bogotá, contra intervenção militar na Venezuela

O presidente da Bolívia, Evo Morales, declarou nesta segunda-feira (25) que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, já havia afirmado em 2017 que tinha intenção de iniciar uma guerra contra a Venezuela por causa do petróleo. Evo e a Comissão Europeia enviaram mensagens ao grupo de Lima, que se reúne em Bogotá, fazendo um apelo para que se evite uma intervenção militar na Venezuela.

Leia também: Mourão: EUA desejam guerra conta a Venezuela e Brasil manterá linha de não intervenção

“Uma autoridade dos EUA afirmou que, em 2017, Trump disse que iria para a guerra com Venezuela, o seu “quintal”, para apreender o petróleo. A intervenção falhou e agora dizem que “os dias de maduros são contados”; Condenamos essas ameaças de assassinato”, tuitou Evo.

A porta-voz da Comissão Europeia, Maja Kocijancic, pediu aos Estados Unidos para que não inicie uma guerra contra o governo de Nicolás Maduro. “Está estabelecida a posição da União Europeia nesse contexto e ela é muito clara: evitar a intervenção na Venezuela”, disse

Pelo Twitter, Evo também pediu uma solução “através do diálogo como opção para salvar vidas”.

“Irmãos presidentes do grupo de lima: respeitando nossas diferenças políticas e como líderes democraticamente eleitos peço-lhe, com grande respeito, buscar uma solução através do diálogo como uma opção para salvar vidas e evitar que a guerra traga destruição para nossa América Latina”, tuitou Evo.


Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR