O que o brasileiro pensa?
01 de julho de 2020, 22h17

Greve dos entregadores de aplicativo repercute na imprensa internacional

Sites como o espanhol El País e o árabe Al Jazeera destacaram a greve, seu líder Paulo Lima, e usaram o Brasil como exemplo de precarização das leis do trabalho

Foto: Roberto Parizotti/CUT

O breque dos entregadores de aplicativo, realizado em todo o Brasil nesta quarta-feira (1), foi um dos assuntos do dia na imprensa internacional. Meios de todo o mundo repercutiram os atos em todo o país, que mobilizaram dezenas de milhares de trabalhadores, em diferentes cidades.

Segundo o canal Al Jazeera, do Catar, principal veículo jornalístico do mundo árabe, “os entregadores exigem melhores salários e melhores condições de trabalho, especialmente com respeito aos horários de trabalho e medidas para garantir a saúde dos trabalhadores, que estão expostos em meio à pandemia de covid-19 – que tem no Brasil o seu epicentro atual”.

Já os meios europeus, como a rádio francesa RFI e o jornal espanhol El País, destacaram a liderança de Paulo “Galo” Lima, como criador do movimento Entregadores Antifascistas”.

O El País traz um perfil de Lima, mostrando-o como exemplo da precarização do trabalho no Brasil, e também lembrando que ele foi o responsável por um abaixo-assinado que visa obrigar os aplicativos a entregar café da manhã, almoço e janta aos entregadores, e também um kit higiene para proteger do coronavírus. A iniciativa já conta com cerca de 550 mil assinaturas.

A matéria da RFI traz declarações de Lima com fortes críticas à resistência dos aplicativos em oferecer melhores condições aos entregadores, e também ao governo de Jair Bolsonaro, por suas políticas sobre Trabalho e Saúde.

“O Brasil está pasando por un momento fascista. Temos um fascista no poder! Tenho a impressão de que quando uma pessoa idosa morre, este governo o celebra, como uma aposentadoria a menos a pagar”, comenta o líder dos Entregadores Antifascistas.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum