Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
09 de dezembro de 2019, 11h05

Igreja evangélica monta presépio com Jesus preso como refugiado nos EUA “como foi feito com mais de 5.500 crianças”

"Imagine José e Maria barrados na fronteira e Jesus, com menos de dois anos, tirado de sua mãe e colocado atrás das grades de um centro de detenção da patrulha de fronteira, como foi feito com mais de 5.500 crianças nos últimos três anos", diz um texto distribuído pela igreja na internet

Sagrada Família como refugiados na Igreja Metodista de Claremont, na Califórnia, EUA (Reprodução)

A Igreja Metodista de Claremont, na Califórnia, aproveitou o Natal para fazer um protesto contra a política migratória xenofóbica do presidente Donald Trump nos Estados Unidos. Um presépio montado na entrada do templo mostra Jesus, Maria e José – a Sagrada Família – separados e enjaulados, como é feito pela polícia estadunidense com os imigrantes que chega à fronteira com o México.

“E se esta família procurasse refúgio no nosso país hoje?”, indaga um texto publicado no site oficial da igreja evangélica na internet.

“No tempo em nosso país quando as famílias de refugiados procuram asilo nas nossas fronteiras e são separadas umas das outras nós lembramos a família de refugiados mais conhecida do mundo: Jesus, Maria e José, a Sagrada Família”, diz a publicação.

Na narrativa é contada a história da Sagrada Família, que teve de fugir de Nazaré para o Egito para escapar da perseguição de Herodes, “um tirano”.

“Imagine José e Maria barrados na fronteira e Jesus, com menos de dois anos, tirado de sua mãe e colocado atrás das grades de um centro de detenção da patrulha de fronteira, como foi feito com mais de 5.500 crianças nos últimos três anos”.

Segundo o texto, no cenário montado em frente ao templo, ” a Sagrada Família ocupa o lugar das milhares de famílias sem nome separadas nas nossas fronteiras”.

Leia o texto na íntegra (em tradução livre)

No tempo em nosso país quando as famílias de refugiados procuram asilo nas nossas fronteiras e são separadas umas das outras nós lembramos a família de refugiados mais conhecida do mundo: Jesus, Maria e José, a Sagrada Família.

Logo após o nascimento de Jesus, José e Maria foram obrigados a fugir com seu jovem filho de Nazaré para o Egito para escapar do rei Herodes, um tirano. Eles temiam perseguição e morte.

E se esta família procurasse refúgio no nosso país hoje?

Imagine José e Maria barrados na fronteira e Jesus, com menos de dois anos, tirado de sua mãe e colocado atrás das grades de um centro de detenção da patrulha de fronteira, como foi feito com mais de 5.500 crianças nos últimos três anos.

Jesus cresceu para nos ensinar bondade e misericórdia e a acolhida de todas as pessoas.

Ele disse: “Eu estava com fome e você me deu comida, eu estava com sede e você me deu algo para beber, eu era um estranho e você me acolheu.” Mateus 25:35

No presépio da Igreja metodista de Claremont, neste Natal, a Sagrada Família ocupa o lugar das milhares de famílias sem nome separadas nas nossas fronteiras.

Dentro da igreja, você verá esta mesma Sagrada Família reunida em um presépio que se une aos anjos em cantar “Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens de boa vontade” Lucas 2:14

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum