Influencer russo é preso por morte de amiga durante live; vítima estava grávida

Autópsia no corpo da vítima descobriu que ela tinha cerca de 4 semanas de gestação. Polícia também apurou que os dois tinham uma relação e suspeita que o youtuber seria o provável pai

O caso da morte de Valentina Grigorieva durante uma live realizada pelo influencer russo Stanislav Reshetnikov no Telegram ganhou novos capítulos nesta quinta-feira (3), quando a polícia russa realizou a prisão preventiva do youtuber.

Reshetnikov, mais conhecido pelo nome artístico de Reeflay Panini, realizava uma live na quarta, quando seus seguidores ofereceram a ele mil dólares caso ele jogasse spray de pimenta no rosto de Grigorieva e a colocasse pra fora de casa seminua.

Foi o que ele fez: depois de ser atacada com um jato de spray na cara (ela chegou a reclamar que não conseguia respirar), a jovem de 26 anos foi despida e colocada na rua, apenas de calcinha e sutiã, sob o frio do outono russo – o caso aconteceu na cidade de Ivanovka, nos arredores de Moscou.

Grigorieva permaneceu fora de casa durante mais de uma hora, segundo testemunhas que acompanharam a live. Ao retornar à casa, ficou deitada em um sofá ao lado da cadeira gamer onde Reshetnikov continuava transmitindo ao vivo. Os relatos sobre o caso afirmam que é possível ver que seu corpo para de se mexer durante a transmissão.

A autópsia no corpo de Valentina Grigorieva ainda não determinou a causa da morte. O youtuber alegou que pode ter sido uma overdose de drogas, mas a polícia russa trabalha com a hipótese de que a morte pode ter sido causada por hipotermia, devido ao tempo prolongado em que ela ficou exposta ao frio, ou algum efeito retardado do ataque de gás pimenta em seu rosto, ou até  mesmo uma combinação de fatores.

O que os legistas já descobriram, segundo informação do tablóide britânico The Mirror, é que Grigorieva estava grávida, com cerca de 4 semanas de gestação. A polícia russa também apurou que ela e Reshetnikov tinham uma relação. Apesar de o influenciador ter negado que fossem oficialmente namorados, os policiais conseguiram cenas de lives anteriores onde eles aparecem se beijando e até simulando um ato sexual.

Devido a essa revelação, os investigadores solicitaram também um exame para saber se Reshetnikov era o pai do bebê que a vítima esperava, o que poderia levantar a uma nova hipótese: a de possível crime doloso.

Segundo o portal russo RT, caso a autópsia determine que a morte foi causada por hipotermia ou por efeito do gás pimenta, Reshetnikov poderia pegar uma sentença de ao menos 2 anos de prisão, considerando um crime sem intencionalidade.

Porém, se o youtuber também for apontado como pai do bebê que a vítima esperava, e os investigadores conseguirem comprovar que houve intenção de atacar a jovem, a pena mínima de prisão poderia ser de 10 anos.

Avatar de Victor Farinelli

Victor Farinelli

Jornalista formado pela Universidade Católica de Santos, há 15 anos é correspondente na Argentina (2004 e 2005) e no Chile (desde 2006).

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR