Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
16 de julho de 2018, 16h40

López Obrador anuncia corte de 60% no próprio salário

Presidente eleito do México já tinha divulgado na semana passada a intenção de propor que a corrupção, o roubo de combustível e a fraude eleitoral se tornem crimes graves

Foto: Wikimedia Commons

Andrés Manuel López Obrador, presidente eleito do México, divulgou que quando assumir o cargo, em dezembro, vai cortar o salário de presidente em 60% do valor recebido pelo atual comandante da nação, Enrique Peña Nieto. Meu salário mensal será de 108 mil pesos (aproximadamente R$ 22 mil), ou seja, vou ganhar 40% do que Enrique Peña Nieto, que recebe 270 mil pesos (cerca de R$ 55 mil), segundo informações do UOL.

López Obrador pretendia reduzir ainda mais seu salário, mas afirmou que não querer causar mal-estar entre os futuros membros da sua equipe de governo. Alguns deles deixaram cargos no setor privado e acadêmico que pagam melhor do que o que passarão a receber quando ocuparem cargos públicos.

Essa é uma das medidas do plano de austeridade com o qual o novo presidente tenta reduzir os custos da burocracia do Estado mexicano. O político de esquerda destacou que buscará reformar a Constituição do México para que o documento estabeleça que ninguém possa ter um salário maior do que o do presidente do país. “Vou enviar a iniciativa (ao Congresso), acompanhada do orçamento”, ressaltou.

Obrador já tinha divulgado na semana passada a intenção de propor que a corrupção, o roubo de combustível e a fraude eleitoral se tornem crimes graves e que os acusados não possam ser libertados sob fiança.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum