Fórumcast, o podcast da Fórum
01 de novembro de 2017, 09h27

Morrem mais adolescentes na América Latina e Caribe do que no Oriente Médio, diz Unicef

Os dados são do relatório "Um Rosto Familiar: A violência nas vidas de crianças e adolescentes". O levantamento diz ainda que uma criança ou adolescente de 10 a 19 anos é morto no mundo a cada 7 minutos

Os dados são do relatório “Um Rosto Familiar: A violência nas vidas de crianças e adolescentes”. O levantamento diz ainda que uma criança ou adolescente de 10 a 19 anos é morto no mundo a cada 7 minutos

Da Redação*

Um relatório estarrecedor lançado pela Unicef e republicado pelo UOL revela que o número de homicídios de crianças e adolescentes de 10 a 19 anos na América Latina e no Caribe é maior que o número de mortes do mesmo grupo de jovens resultantes de conflitos armados no Oriente Médio e no Norte da África. No mundo, uma criança ou adolescente de 10 a 19 anos é morto a cada 7 minutos.

O relatório tem o nome de “Um Rosto Familiar: A violência nas vidas de crianças e adolescentes” e foi lançado internacionalmente pelo Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) nesta terça-feira (31).

O Unicef contabilizou os dados de mortalidade fornecidos por 183 países filiados à OMS (Organização Mundial da Saúde) com populações acima de 90 mil pessoas em 2015. Depois, sobre essa base, acrescentou novos dados e estabeleceu certos critérios. O estudo exclui casos de suicídio.

Na América Latina e Caribe, grupo com mais de 40 países ou territórios analisados conjuntamente, ao qual pertence o Brasil, foram registrados 24,5 mil homicídios de crianças e adolescentes entre 10 e 19 anos em 2015.

No mesmo período, no Oriente Médio e no Norte da África, regiões com mais de 20 países estudadas em conjunto, foram mortos 22 mil jovens da mesma faixa etária por violência coletiva ou conflitos armados.

Isso significa que a violência indiscriminada na América Latina e Caribe já mata mais que conflitos formalmente deflagrados, como as guerras na Síria, Iraque e Afeganistão juntas, segundo o Unicef.

Na América Latina e Caribe, a taxa de adolescentes mortos por grupo de 100 mil jovens da mesma faixa etária é de 22,1. As vítimas da violência latino-americana e caribenha foram majoritariamente adolescentes homens: taxa de 38,5 desses jovens assassinados por grupo de 100 mil da mesma idade, contra 5,1 das adolescentes mulheres.

Os conflitos no Oriente Médio e no Norte da África alcançaram o índice de 29,9 mortes de jovens por grupo de 100 mil e foram mortais tanto para meninos quanto para meninas: taxas de 35,6 mortes entre eles e de 23,9 entre elas.

*Leia a matéria completa aqui

Foto: Pedro Mattey, Agência Venezuelana de Notícias


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum