Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
18 de fevereiro de 2019, 08h40

Mourão resiste à pressão dos Estados Unidos por engajamento militar na Venezuela

Em entrevista à Bloomberg, Mourão lembrou os problemas orçamentários do Brasil e a dependência energética da Venezuela como fatores para o Brasil ter precaução na ação proposta pelos EUA

O jornalista Nelson de Sá, colunista da Folha de S. Paulo, destacou nesta segunda-feira (18) que o vice-presidente, general Hamilton Mourão (PRTB), resiste às pressões dos Estados Unidos por engajamento nas missões “humanitárias” na Venezuela. Há resistência, ainda, de organizações assistenciais em colaborar com os EUA, já que a operação militar visa promover a mudança de regime no país sul-americano.

Sá destaca entrevista ao New York Times de domingo do almirante Craig Faller, chefe do Comando Sul dos EUA.  Faller disse que “há uma gama de opções sobre a mesa” e que “há muitos generais na folha de pagamentos ilícitos de Maduro através de narcotráfico e lavagem de dinheiro”.

O almirante visitou o Brasil na última semana e, na sequência, foi para a ilha holandesa de Curaçao, próxima da capital venezuelana e outra base para a operação militar de “ajuda humanitária”.

Depois que Faller deixou o país, o vice-presidente Hamilton Mourão deu entrevista à Bloomberg lembrando os problemas orçamentários do Brasil e a dependência energética da Venezuela, em referência ao estado de Roraima, o único do país que não faz parte do Sistema Interligado Nacional (SIN) e se tornou dependente do fornecimento do país vizinho.

Além disso, a NPR, rede pública de rádios norte-americanas, informou que o Comitê Internacional da Cruz Vermelha, a Care e outras organizações de ajuda se recusam a colaborar com os EUA na Venezuela.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum