Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
29 de dezembro de 2019, 11h35

No Chile, Piñera convoca para abril plebiscito sobre nova Constituição

Medida visa dar uma resposta a uma das principais exigências dos protestos que tomaram as ruas do país no último mês

Sebastián Piñera (Reprodução)
O presidente do Chile, Sebastián Piñera, convocou na última sexta-feira (27) um plebiscito para o dia 26 de abril que tem o objetivo de dar início ao processo de reforma da atual Constituição do país. A medida visa dar uma resposta a uma das principais exigências dos protestos que tomaram as ruas chilenas no último mês.
“Esta não é uma eleição qualquer. Com esta ação democrática e republicana, vamos ter que escolher entre duas alternativas, ambas igualmente legítimas e democráticas”, explicou Piñera, durante cerimônia no Palácio de La Moneda, sede do governo.
A Constituição atual do Chile foi criada em 1980, durante a ditadura de Augusto Pinochet, general do Exército exaltado pelo presidente brasileiro Jair Bolsonaro.
Os protestos no Chile foram alvo de intensa repressão policial, tendo o saldo de pelo menos 24 mortos. A oposição ao governo de Piñera considera a Constituição como uma das causas da desigualdade no país. Em seus 209 anos de história independente, o Chile teve dez diferentes cartas magnas, mas nenhuma foi resultado de uma assembleia constituinte.

Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum