quarta-feira, 23 set 2020
Publicidade

“O golpe na Bolívia mostra a cooptação ideológica das polícias militares pelas igrejas cristãs fundamentalistas”, diz Jean Wyllys

O professor e ex-deputado federal pelo PSOL, Jean Wyllys, usou o Twitter para comentar o golpe na Bolívia, que levou à renúncia do legítimo presidente Evo Morales. Para ele, o que aconteceu mostra “a cooptação ideológica das polícias militares pelas igrejas cristãs fundamentalistas”.

“A cooptação ideológica de parte do braço armado do Estado põe em risco a diversidade político, sexual e de gênero, étnica e religiosa. E deixa o risco medonho de massacres e genocídios, como já aconteceu em outros países do Sul Global, como os África”, postou Wylly.

“As igrejas cristãs fundamentalistas (que demonizam as tradições indígenas e de matrizes africanas, que odeiam LGBTs e são machistas) na América Latina são financiadas e orientadas politicamente pela extrema direita cristã americana”, prosseguiu.

“O golpe na Bolívia mostra a cooptação ideológica das polícias militares pelas igrejas cristãs fundamentalistas. O que resulta em milícias cristãs fundamentalistas racistas que têm sido a grande ameaça à democracia na América Latina”, acrescentou.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.