Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
30 de outubro de 2019, 22h19

Presidente do Chile cancela COP-25

Governo Bolsonaro já havia desistido de receber a conferência no Brasil, e agora o evento deve ser adiado para 2020

Sebastián Piñera - Foto: Sérgio Cruz/Agência Brasil

O presidente do Chile, Sebastián Piñera, declarou nesta quarta-feira (30) que o país não poderá sediar a Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas de 2019 (COP-25), diante da atual onda de protestos. O cancelamento ocorre a quase um mês do início do evento e preocupa os organizadores.

Há quase duas semanas, protestos intensos tomam as ruas do Chile e desestabilizam o governo, que já chegou a declarar toque de recolher. Piñera enviou um comunicado à imprensa no qual afirmou que as prioridades do governo, no momento, são estabelecer a ordem pública e responder às demandas da população.

A COP estava prevista para acontecer entre os dias 2 e 13 de dezembro e reúne representantes de vários países para discutir as medidas tomadas em relação às ações climáticas. É considerado um dos eventos mais importantes no âmbito do clima. Patricia Espinosa, secretária executiva de Mudanças Climáticas da ONU, emitiu um comunicado afirmando que está “explorando opções de sedes alternativas”.

A maior probabilidade agora é que o evento seja adiado. “É muito difícil realizar a conferência em outro lugar com um mês de antecedência. Você leva pelo menos um ano de preparação. E não é apenas logística, tem também preparação de agenda, do papel do país na condução do processo”, afirmou o secretário executivo do Observatório do Clima, Carlos Rittl, ao O Eco. Ele acredita que será muito difícil encontrar um novo país sede em tão pouco tempo, e a conferência deve ser adiada para o primeiro semestre de 2020. Entretanto, esse contratempo não deve justificar atrasos nas ações para a preservação climática.

O diretor do Ibase (Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas) Athayde Motta afirmou que a situação é problemática e gera frustração por parte das instituições comprometidas em participar. “Esse cancelamento é algo inédito. Antes, a COP 25 estava prevista para acontecer no Brasil, mas houve a desistência por parte do governo federal. Agora, o governo chileno alega que não tem condições de sediar o evento”, declarou. “Sabemos que existem experiências que estão dando certo e estamos num esforço para dar visibilidade a seus resultados. A COP 25, por ser na América Latina, seria uma ótima oportunidade para as ONGs brasileiras e de toda a região. Agora, nos resta aguardar e ver de que forma poderemos agir.”

O Ibase estava até esta quarta participando da XXII reunião da Rede Latino-americana sobre as Indústrias Extrativas (Rlie), que promove discussões sobre propostas de desenvolvimento alternativo entre organizações dos países envolvidos. O principal tema do encontro, em Bogotá, na Colômbia, foi sobre as diretrizes das ações da rede no COP-25.

Matéria originalmente publicada no Portal Veg


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum