O que o brasileiro pensa?
13 de julho de 2018, 13h30

Roqueiro argentino confessa ter matado o vizinho: “Era ele ou eu”

Pity Álvarez, ex-líder das bandas Viejas Locas e Intoxicados, se entregou à polícia de Buenos Aires

Foto: Reprodução/YouTube

O roqueiro argentino, Cristian Pity Álvarez, de 46 anos, confessou ter assassinado um vizinho. “Eu o matei, era ele ou eu”, revelou à imprensa, pouco antes de se entregar à polícia dez Buenos Aires, nesta sexta-feira (13). Ex-líder das bandas Viejas Locas e Intoxicados, era alvo de um pedido de prisão desde o dia anterior, pois, de acordo com testemunhas, ele disparou quatro vezes contra Cristian Díaz, de 36 anos, segundo o G1.

“Sim, eu o matei porque era entre ele ou eu. Qualquer animal faria o mesmo. Era um cara que roubava. Não era questão de drogas. Não éramos amigos”, disse. Álvarez afirmou, ainda, que o fato ocorreu na madrugada da quinta-feira (12), em frente ao edifício onde ele mora, em um bairro de classe baixa no sul da capital.

O homem assassinado era um antigo vizinho de Álvarez que tinha ido visitar sua filha de 16 anos, que ainda mora no mesmo prédio, de acordo com a mulher da vítima. O músico, que em outras ocasiões se viu envolvido em polêmicas menores, começou sua trajetória no final dos anos 1980 como integrante do Viejas Locas, com o qual fez grande sucesso no país. Nos anos 2000, fez parte da banda Intoxicados.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum