Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
17 de agosto de 2019, 13h11

Trump quer comprar a Groenlândia; Dinamarca diz que território “não está à venda”

Interesse de Trump teria surgido após um jantar na primavera passada; segundo o Wall Street Journal um colaborador disse na ocasião que a Dinamarca estava com problemas financeiros para apoiar o território

Foto: Wikimedia Commons

Por Opera Mundi 

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, estaria analisando com seus assessores e conselheiros da Casa Branca a possibilidade de comprar a Groenlândia, informou nesta quinta-feira (15/07) o jornal The Wall Street Journal.

De acordo com duas fontes entrevistadas pelo jornal norte-americano, Trump vem “repetidamente” comentando sobre o assunto em jantares e reuniões do governo. O interesse do republicano estaria ligado aos recursos naturais e à importância geopolítica da ilha, já que ela está localizada entre os Estados Unidos, Europa e o Ártico.

O interesse de Trump teria surgido após um jantar na primavera passada. Segundo o jornal, um colaborador disse na ocasião que a Dinamarca estava com problemas financeiros para apoiar o território.

A reportagem ainda afirmou que alguns conselheiros de Trump teriam dito que eram favoráveis e destacaram as vantagens econômicas de tal operação, que poderia deixar um legado semelhante ao da compra do Alasca da Rússia em 1867.

O magnata já teria até dito ao advogado da Casa Branca, Pat Cipollone, que estude o caso e avalie a possibilidade.

No Twitter, o ex-primeiro-ministro da Dinamarca Lars Løkke Rasmussen escreveu que a ideia de Trump é “uma piada de 1º de abril totalmente fora de temporada”. Já o governo do país europeu informou que a “Groenlândia não está à venda”.

A Groenlândia, um território dinamarquês autônomo, abriga a base aérea de Thule, a mais setentrional do Exército norte-americano. O local foi construído em 1951. A ilha possui pouco mais de 55 mil habitantes.

Trump não é o primeiro presidente norte-americano que possui interesse na Groenlândia. Em 1946, Harry Truman (1945-1953) tentou comprar a ilha da Dinamarca por US$ 100 milhões, mas a oferta foi recusada.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum