Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
27 de junho de 2016, 14h48

Dilma não cometeu pedaladas fiscais, mas editou créditos suplementares, diz perícia do Senado

A perícia pedida pela Comissão Especial do Impeachment no Senado entregou nesta segunda-feira (27) o laudo de um trabalho que aponta que a presidenta eleita Dilma Rousseff  não cometeu atos que tenham contribuído, direta ou indiretamente, para os atrasos nos pagamentos aos bancos públicos, chamados pedaladas fiscais

Por Redação

A perícia pedida pela Comissão Especial do Impeachment no Senado entregou nesta segunda-feira (27) o laudo de um trabalho que aponta que a presidenta eleita Dilma Rousseff  não cometeu atos que que tenham contribuído, direta ou indiretamente, para os atrasos nos pagamentos aos bancos públicos, chamados pedaladas fiscais.

Por outro lado, a perícia feita por três técnicos da Casa também aponta que Dilma fez edição de créditos suplementares que não haviam sido aprovados pela Comissão Mista do Orçamento, contrariando a Meta Fiscal que havia sido aprovada pelo Congresso Nacional.

A edição dos créditos suplementares e as “pedaladas fiscais” foram os argumentos utilizados para embasar o pedido de impeachment de Dilma Rousseff.

O documento diz que a presidenta não teve papel ou ação nos atrasos de pagamento que foram chamadas de “pedaladas fiscais”.

“Pela análise dos dados, dos documentos e das informações ao Plano Safra, não foi identificado ato comissivo da Presidente da República que tenha contribuído direta ou indiretamente para que ocorressem os atrasos de pagamentos”, concluiu o estudo.

Quanto aos créditos suplementares três dos quatro decretos de crédito contrariaram a meta fiscal do ano passado. A perícia afirma: “Há ato comissivo da exma. Sra. Presidente da República na edição dos decretos, sem controvérsia sobre sua autoria”.

 

 

 

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum