Anvisa recebe novo pedido de uso emergencial da vacina Sputnik-V

Caso não surja nenhum questionamento, a análise do pedido pode levar até sete dias

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu, nesta sexta-feira (26), novo pedido para o uso emergencial da vacina russa Sputnik-V.

A Anvisa revelou, por meio de um comunicado, que o pedido anterior feito pelo laboratório União Química, que representa no Brasil o Fundo Russo que patrocina a vacina, foi cancelado.

No começo desta semana a Anvisa disse que precisava ter acesso aos dados brutos dos testes da vacina, requisito para o pedido de uso emergencial no Brasil.

Segundo a Anvisa, o pedido para o uso emergencial foi recebido na madrugada desta sexta e que a sua equipe faz a triagem do pedido. A análise pode levar até sete dias para ser concluída caso não surja nenhum questionamento sobre o material apresentado.

Avatar de Marcelo Hailer

Marcelo Hailer

Jornalista (USJ), mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP) e doutor em Ciências Socais (PUC-SP). Professor convidado do Cogeae/PUC e pesquisador do Núcleo Inanna de Pesquisas sobre Sexualidades, Feminismos, Gêneros e Diferenças (NIP-PUC-SP). É autor do livro “A construção da heternormatividade em personagens gays na televenovela” (Novas Edições Acadêmicas) e um dos autores de “O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente” (AnnaBlume).