O que o brasileiro pensa?
06 de julho de 2020, 18h49

Atuação do governo Bolsonaro na pandemia acumula críticas na ONU

Depois da alta comissária de Diretos Humanos, relatório aponta “desmantelamento das políticas públicas” que compromete combate ao coronavírus

Jair Bolsonaro (Foto: Marcos Corrêa/PR)

O governo Jair Bolsonaro e a sua atuação na pandemia de coronavírus voltaram a ser alvo de críticas nas Nações Unidas. Um informe da Relatoria Especial da ONU para o direito à educação aponta para o “desmantelamento das políticas públicas” no Brasil e, segundo a avaliação, essas medidas em diversas áreas comprometeram o combate à covid-19 no país.

“Medidas de austeridade e cortes no orçamento dos sistemas públicos de ensino enfraqueceram a capacidade de administrar a crise educacional e garantir a proteção a todos”, diz o relatório sobre o impacto da covid-19 na educação, assinado pela relatora especial Boly Barry e divulgado pelo jornalista Jamil Chade.

Outros mecanismos da ONU e a própria alta comissária para Direitos Humanos, Michelle Bachelet, já tinham criticado o governo Bolsonaro por sua gestão da crise. Indígenas, ONGs e o governo da Suíça também denunciaram o presidente nos últimos dias.

Segundo o informe, “cortes no financiamento e a contenção de gastos públicos levaram a um desmantelamento das políticas públicas” acabaram fazendo com que estruturas importantes “não atuassem de maneira forte e urgente em resposta à pandemia”.

Já os “países que investiram na proteção de direitos econômicos, sociais e culturais, os quais estabeleceram cooperação e confiança na sociedade civil, estão melhores equipados para responder às crises”, escreveu Boly.

Os informes e denúncias na ONU não resultam diretamente em sanções, mas têm impacto na imagem de um país perante os demais e os últimos casos aprofundam a crise de credibilidade do governo Bolsonaro no cenário internacional.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum