Fórumcast #19
21 de novembro de 2016, 11h49

Banco do Brasil quer fechar 781 agências e aposentar 18 mil funcionários

Reestruturação anunciada pela empresa prevê economia de R$ 750 milhões. Outra medida prevista é reduzir a jornada de trabalho de 6 mil trabalhadores com diminuição de salário

Reestruturação anunciada pela empresa prevê economia de R$ 750 milhões. Outra medida prevista é reduzir a jornada de trabalho de 6 mil trabalhadores com diminuição de salário

Da Redação

O Banco do Brasil anunciou, neste domingo (20), seu plano de reestruturação. O banco pretende fechar 31 superintendências regionais, 3 diretorias (cujo funções serão redistribuídas) e 781 agências físicas – sendo que 402 serão encerradas e  379 serão transformadas em postos de atendimento (com menos funcionários e serviços). Ao todo, 18 mil funcionários que poderiam ter se aposentado participarão de incentivo para deixar o banco.

Para o cliente, algumas pequenas mudanças devem acontecer, entre elas, a mudança do número da conta e agência. Senhas e números de cartões não devem sofrer alterações. Além disso, a migração de clientes de agências fechadas para as ativas será automática. As mudanças serão comunicadas por sms, site, aplicativo de celular, caixa eletrônico, correspondência e cartazes nas agências.

Se você está gostando desta matéria, apoie a Fórum se tornando sócio. Pra fazer jornalismo de qualidade nós precisamos do seu apoio.

Veja também:  Janaína Paschoal defende Frota e diz que é “mau precedente expulsar alguém pelo que pensa”

De acordo com o comunicado do Banco do Brasil ao mercado, a reestruturação deve trazer mais eficiência e economizar cerca de R$ 750 milhões. O texto ainda aponta que as alterações acompanham a mudança de hábitos e perfis dos clientes.

Hoje, o Banco do Brasil registra 40% das suas transações feitas por smartphones, além de 27% de transações via internet banking. O BB tem expectativa de atingir um público de 4 milhões de clientes no sistema que hoje conta com 1,3 milhão de usuários de alta renda.

 


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum