Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
17 de abril de 2016, 21h54

Bolsonaro dedica voto ao Coronel Brilhante Ustra, torturador da ditadura

Em votação, deputado faz referência ao golpe militar de 1964 e à memória do primeiro militar reconhecido pela Justiça como torturador

Em votação, deputado faz referência ao golpe militar de 1964 e à memória do primeiro militar reconhecido pela Justiça como torturador

Por Redação

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) dedicou seu voto a favor do impeachment da presidenta Dilma Rousseff ao torturador da ditadura militar, ex-chefe do DOI-Codi, Coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra. Morto em 2015, Ustra foi condenado pela Justiça por sequestro e tortura.

“Perderam em 64, perderam agora em 2016. Pela família, pela inocência das crianças em sala de aula, que o PT nunca teve, contra o comunismo, pela nossa liberdade, contra o Foro de São Paulo, pela memória do Coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, o pavor de Dilma Rousseff, pelo exército de Caxias, pelas Forças Armadas, pelo Brasil acima de tudo e por Deus acima de tudo, o meu voto é sim”, declarou.

O deputado, conhecido por suas posições homofóbicas e racistas, também parabenizou Eduardo Cunha, presidente da Câmara e réu no Supremo Tribunal Federal, acusado de exigir e receber ao menos US$ 5 milhões em propina de um contrato do estaleiro Samsung Heavy Industries com a Petrobras. “Um nome que entrará para a história pela forma como conduziu os trabalhos na Casa.”


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum