Bolsonaro é conivente com assassinatos da ditadura, diz ex-ministra torturada por Ustra

Militante de esquerda nos anos 1970, Menicucci foi torturada durante a ditadura militar, quando ficou presa na mesma cela que a presidente Dilma Rousseff no Presídio Tiradentes, em São Paulo

Questionada sobre a fala do presidente Jair Bolsonaro (PSL) de que o torturador Brilhante Ustra seria um “herói nacional“, a professora, socióloga e ex-ministra do Ministério das Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, Eleonora Menicucci disse ao blog que Bolsonaro é conivente com os assassinatos e desaparecimentos políticos promovidos pela ditadura militar.

“É uma barbaridade!”, disse. “Esse homem vem constantemente elogiando o maior torturador desse país, que me torturou”. Ela disse relembrar “o tamanho da violência” de Ustra, da crueldade, da violência e de tudo que ele representa.

A fala foi dita ao blog na noite dessa terça-feira (13), na abertura oficial da Marcha das Margaridas, no Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade, em Brasília.

“Isso demonstra que esse senhor que está aí, o Bolsonaro, ele não é só conivente com os crimes da ditadura, como ele é conivente com todos os assassinatos de companheiros e companheiras e os desaparecidos políticos. É por isso que nós, a minha geração, combate integralmente a volta de uma ditadura que já estamos vivendo”, afirmou.

Militante de esquerda nos anos 1970, Menicucci foi torturada durante a ditadura militar (1964-1985), quando ficou presa na mesma cela que a presidente Dilma Rousseff no Presídio Tiradentes, em São Paulo.

Em 2014 o então deputado federal Jair Bolsonaro ofendeu Menicucci, ao comentar sobre sua vida sexual privada da então ministra. “Ela me disse ‘não é porque tenho mais de 60 anos que não continuo fazendo sexo’. Mentira! Com aquela cara, nem com Viagra na veia”, afirmou para uma plateia de evangélicos que o aplaudiu. Ainda sendo aplaudido, o deputado complementou: “Ela é feia pra caramba”.

Avatar de George Marques

George Marques

Jornalista e Relações Públicas pela Faculdade JK de Brasília. É também especialista em comunicação pública e comunicação política no legislativo, tendo já sido indicado ao Prêmio Comunique-se de Jornalismo Político. Já trabalhou na cobertura de política para o site The Intercept Brasil e Metrópoles. É colunista da Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR