Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
08 de fevereiro de 2012, 19h13

Brasileiras sofrem tortura e abuso na Bolívia

O trabalho escravo de bolivianos no Brasil já foi algumas vezes denunciado à comunidade internacional, apesar de ainda não ter sido extinto. O que acaba de ser denunciado é que mulheres brasileiras residentes em Pando, departamento da Bolívia perto da fronteira com o Brasil, têm sofrido torturas e abusos sexuais recorrentes.

A denúncia foi publicada em relatório do Movimento MAP (de Madre de Dios, Acre e Pando), divulgado no último dia 10. O documento afirma que são recorrentes abusos por parte de policiais bolivianos, como maus-tratos, extorsão, ameaça, perseguições, abusos sexuais e torturas contra brasileiras que atravessam a fronteira.

De acordo com o relatório, autoridades bolivianas estão cientes dos acontecimentos, que alegam a omissão “porque as mulheres se sentem hostilizadas e amedrontadas”. As prostitutas de Cobija, porém, já denunciaram elas próprias situações de abusos.

Em janeiro, quatro mulheres foram encarceradas por policiais durante dois dias e, neste período, torturadas com choques elétricos e obrigadas a prestarem serviços domésticos a eles, como limpar roupas e banheiros.

O médico Alejandro Alex Rodrigues Vargas, que trabalha no Programa DST/AIDS no Pando, já ouviu em seu consultório prostitutas denunciarem violações e mostrarem marcas deixadas pelos agressores.

“As vítimas freqüentes são de nacionalidade estrangeira, a maioria de origem brasileira, as mesmas que, através de ‘operações institucionais’, são aprisionadas após apresentar os documentos de identificação, torturadas e obrigadas a trabalhos forçados e a prestar favores sexuais”, acrescenta o relatório.

O presidente da Frente Parlamentar Brasil-Bolívia, Fernando Melo (PT) enviou ofício à embaixada da Bolívia denunciando o fato. Também foram acionados o primeiro secretário adjunto de Assuntos Consulares, Álvaro Siles e o presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, deputado Luiz Couto (PT-BA).

Com informações do Movimento Nacional por Direitos Humanos.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags