Maioria dos brasileiros avalia que inflação está “fora de controle”, diz pesquisa

De acordo com levantamento do Instituto Atlas, para quase 60% dos entrevistados pressões de natureza econômica são o maior problema do país

A crise econômica que afunda o país e a inflação em alta são avaliadas pela maioria da população como um dos principais problemas do Brasil. Segundo pesquisa divulgada pelo Instituto Atlas, 73,5% dos brasileiros percebem que os preços de produtos e serviços do dia a dia subiram bastante ou estão fora de controle.

Além disso, para quase 60% dos entrevistados pressões de natureza econômica constituem o maior problema do país. Para 21,4%, continua sendo a corrupção, preocupação que é mais forte entre homens e eleitores do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) em 2018.

De acordo com o levantamento, apenas 16,5% das pessoas consideram boa a situação econômica de suas famílias, enquanto 30,3% avaliam como normal e 53,2% como ruim. Já a situação do Brasil, 9,7% acreditam ser boa, enquanto 72,3% afirmam ser ruim.

Em relação à inflação, a percepção da população também é péssima. Apenas 2,2% dos entrevistados responderam que os preços ficaram igual ou diminuíram, 5,2% responderam que subiram um pouco e 6,4% moderadamente. A maioria avalia que os preços subiram fora de controle, enquanto 27,2% acha que subiram bastante.

Em novembro, inflação teve a maior variação desde 2002

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou na última quinta-feira (25) que o Índice Nacional de Preços ao Consumido Amplo 15 (IPCA) teve alta de 1,17% em novembro, a maior variação desde 2002, quando o índice ficou em 2,08%.

O acumulado do ano foi de 9,57% e, em 12 meses, de 10,73%, acima dos 10,34% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em novembro de 2020, a taxa havia sido de 0,81%.

De acordo com o IBGE, todos os nove grupos que compõem o IPCA tiveram alta durante o mês de novembro. A maior variação (2,89%) e o maior impacto (0,61 p.p) foi do setor de transportes. Em seguida vem habitação (1,06%) e Saúde e cuidados pessoais (0,80%).

Notícias relacionadas

60% da população considera a gestão Bolsonaro péssima

A pesquisa divulgada pelo Instituto Atlas também revelou que, pela primeira vez, a aprovação do presidente Jair Bolsonaro ficou abaixo de 20%: apenas 19% dos entrevistaram classificam o seu governo como bom ou ótimo.

Publicidade

O instituto chama atenção para o fato de que há um ano a aprovação do presidente era 31%; em janeiro de 2019, de 39%. Consequentemente, a reprovação ao desempenho do presidente explodiu: 60% dos entrevistados consideram a sua gestão como “ruim” ou “péssima”; 20% consideram “regular”.

Quando os entrevistados foram instados a avaliar o desempenho pessoal do presidente, os números pioram: 65% desaprovam; e 29% aprovam.

Publicidade
Avatar de Carolina Fortes

Carolina Fortes

Repórter colaborativa no site Emerge Mag e antiga editora-assistente no site da Jovem Pan. Ex-repórter no site Elástica. Formada em jornalismo e faz a segunda graduação em Letras na Universidade de São Paulo (USP). Acredita no jornalismo como forma de impacto social e defende maior inclusão e representatividade.