Ciro Gomes sobre compra de títulos do BTG: “Sabe quantas vezes na história o BB fez isso? Nunca”

Ciro comentou o caso do BTG, que comprou carteira de crédito do BB de R$3 bilhões por 371 milhões. Caso foi denunciado por Luís Nassif e censurado. Veja o vídeo

O ex-candidato à presidência pelo PDT, Ciro Gomes, comentou em live, na manhã desta segunda-feira (31) o caso do banco BTG Pactual, que comprou carteira de crédito do Banco do Brasil de R$3 bilhões por 371 milhões.

O BTG Pactual foi fundado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, de acordo com Ciro, que ainda pergunta: “Sabe quantas vezes na sua história o Banco do Brasil fez isso? Nunca”.

Ciro se referia ao caso publicado pelo jornal GGN, de Luís Nassif, sobre denúncia que aponta uma estranha venda de “créditos podres” do Banco do Brasil para o BTG Pactual – se tratam de títulos cujo lucro são difíceis de restituir até mesmo para um banco público como o Banco do Brasil, e é ainda mais estranho que um banco privado de menor capacidade, como o BTG, esteja interessado neles.

Uma decisão da 32ª Vara Cível do Rio de Janeiro obrigou o GGN a tirar do ar uma série de reportagens sobre o Banco BTG Pactual, sob pena de pagamento de multa diária de 10 mil reais em caso de descumprimento.

A decisão do juiz Leonardo Grandmasson Ferreira Chaves se baseia em uma série de reportagens realizadas por Nassif e Patricia Faermann.

Elas abordam vários contratos suspeitos envolvendo o banco, a começar por um caso que o meio denunciou em março deste ano: uma licitação supostamente dirigida da Zona Azul da Prefeitura de São Paulo, vencida pelo banco através da empresa Allpark, que pertence ao grupo BTG.

Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.