Corinthians recebe Fiel LGBT para discutir homofobia no futebol

Decisão do clube acontece depois de uma publicação homofóbica em suas redes em dezembro; após divulgação do encontro, Fiel LGBT foi alvo de ataques de ódio

O Corinthians vai receber, na próxima sexta-feira (22), o coletivo Fiel LGBT. O encontro, que vai acontecer no Parque São Jorge, é uma consequência de uma postagem homofóbica feita nas redes do clube no fim do ano passado.

No dia 15 de dezembro o perfil do Corinthians respondeu ao comentário de um seguidor com a imagem de um panetone, que simbolizava o estádio do Morumbi, já que contexto da discussão era a invencibilidade corinthiana contra o São Paulo. Ou seja: o Morumbi é um panetone, pois, está recheado de frutas, que no caso significa homossexuais.

A direção do clube apagou a mensagem e disse que não compactuava com a postura homofóbica do post, porém, a discussão estava aberta e a torcida Fiel LGBT soltou uma nota de repúdio que, entre outras coisas, afirmou que para “para ser o time do povo, o Corinthians precisa antes ser o time de todos”.

Depois de tornar público o encontro com a direção do clube, o WhatsApp da Fiel LGBT foi invadido e mensagens racistas, machistas e LGBTfóbicas foram enviadas massivamente.

O encontro entre a direção do Cortinhians e o coletivo Fiel LGBT é um fato que pode ser entendido como histórico: fazer a discussão contra a homofobia no futebol a partir daquele que é considero o time mais popular do Brasil, pode abrir um precedente muito bom para o futebol brasileiro.

Avatar de Marcelo Hailer

Marcelo Hailer

Jornalista (USJ), mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP) e doutor em Ciências Socais (PUC-SP). Professor convidado do Cogeae/PUC e pesquisador do Núcleo Inanna de Pesquisas sobre Sexualidades, Feminismos, Gêneros e Diferenças (NIP-PUC-SP). É autor do livro “A construção da heternormatividade em personagens gays na televenovela” (Novas Edições Acadêmicas) e um dos autores de “O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente” (AnnaBlume).

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR