O que o brasileiro pensa?
21 de junho de 2016, 18h46

Cresce a lista dos “arrependidos do golpe”

Um número considerável de senadores que votaram pela abertura do processo de impeachment se dizem agora indecisos e podem ser determinantes para uma virada de placar da presidenta Dilma. Confira a lista 

Por Redação

Pouco mais de um mês após o afastamento da presidenta Dilma Rousseff e o início do governo interino de Michel Temer, cresce a lista dos “arrependidos do golpe” divulgada pela Fórum menos de cinco dias após a votação que autorizou a abertura do processo no Senado.

À princípio, fora o jurista Hélio Bicudo – um dos autores do pedido de impeachment protocolado na Câmara dos Deputados – e jornalistas, a lista era encabeçada pelos senadores Romário (PSB-RJ), Cristovam Buarque (PPS-DF) e Álvaro Dias (PV-PR) que, depois de votarem favoravelmente ao impeachment na votação de admissibilidade do processo, mostraram descontentamento com o governo Temer.

Agora soma-se a esses nomes ao menos três outros senadores que, depois de pedirem o afastamento da presidenta e votarem por isso, se dizem agora “indecisos” e não sabem como votarão no plenário.

Eduardo Braga (PMDB-AM), citado em delação premiada na Lava-Jato, votou pela abertura do processo contra Dilma e agora afirma que não sabe como votará pois se trata de uma decisão “delicada”. Na mesma linha vai Roberto Rocha (PSB-MA).

Já Acir Gurgacz (PDT-RO), que também era à favor do impeachment, disse na semana passada que está indeciso e que defende, agora, eleições gerais em outubro.

Eduardo Lopes (PRB-RJ), que não votou na abertura do processo mas que se dizia favorável ao afastamento, é outro que agora amargura na indecisão.

Para que o Senado aprove o impeachment da presidenta Dilma serão necessários 54 votos à favor. Garantidos, aqueles que querem o afastamento têm 37 votos, enquanto os contrários já conhecidos são, por enquanto, 18 senadores.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum