Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
01 de agosto de 2015, 14h39

Dono da Friboi: “Só sei quem é o Lulinha por foto na internet”

Em entrevista à BBC Brasil, Wesley Batista desfez o mito de que o filho do ex-presidente seria responsável pela empresa: “Meu irmão encontrou ele uma vez em um evento social, uma festa. Uma pessoa que estava lá ainda brincou: 'Vem cá que eu vou te apresentar teu sócio. O sócio que você não conhece”.

Em entrevista à BBC Brasil, Wesley Batista desfez o mito de que o filho do ex-presidente seria responsável pela empresa: “Meu irmão encontrou ele uma vez em um evento social, uma festa. Uma pessoa que estava lá ainda brincou: ‘Vem cá que eu vou te apresentar teu sócio. O sócio que você não conhece’”

Por Redação

O presidente da empresa JBS, responsável pela Friboi, Wesley Batista, criticou os boatos que insinuam que o filho do ex-presidente Lula, Fábio Luiz da Silva, seja dono da companhia. “Nunca vi o Lulinha na minha vida. Sei quem ele é por foto na internet. Nunca apertei a mão do Lulinha. Meu irmão encontrou ele uma vez em um evento social, uma festa. Uma pessoa que estava lá ainda brincou: ‘Vem cá que eu vou te apresentar teu sócio. O sócio que você não conhece.’. Aí meu irmão disse: ‘Rapaz… o povo fala que somos sócios e nunca nem tinha te visto'”, afirmou.

A declaração foi dada ontem (31), em entrevista à BBC Brasil. O empresário disse ainda que nunca teve uma relação próxima com o petista. “Lula foi presidente por oito anos. Só o encontrei uma vez nesse período, em uma reunião setorial no Palácio, com 30 pessoas na sala, ministros, CEOs etc”, contou.

Batista criticou também o mito de que a JBS recebe dinheiro subsidiado do BNDES e reclamou do fato de muita gente não checar as informações antes de reproduzi-las. “As pessoas não se dão ao trabalho (de conferir). A JBS não recebe empréstimos do BNDES. Ponto. Isso é público”, argumentou.

Foto de capa: Reprodução


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum