Elomar surpreende fãs ao chamar novo coronavírus de “vírus comunista desgraçado”

Fala aconteceu durante apresentação do cantor, conhecido como “menestrel das Caatingas”, na Virada Cultural SP online, no último sábado

Quem assistia à apresentação do cantor e compositor Elomar, 83 anos, no último sábado (19), durante a Virada SP Online, se surpreendeu com uma fala do artista. Ao agradecer a Deus por ter conseguido estar ali, Elomar chamou o novo coronavírus de “vírus comunista desgraçado”.

Conhecido como Menestrel das Caatingas, Elomar participou do módulo Virada SP Online Caraguatatuba. Foi, ao seu estilo, cantando e contando “causos” e a origem de suas canções. Religioso que é, também quis agradecer a Deus pelo fato de conseguir fazer o show. Foi quando, quase no final da apresentação, soltou a frase:

“Quero, em agradecimento a Deus, porque ele me deu condições que mesmo dentro de uma crise de um vírus comunista desgraçado como esse, que tá aí, perturbando a nós todos e ao mundo, mudou o mundo que coisa terrível… Daqui pra frente não é o mesmo mundo, é outro mundo”.

“Vírus comunista”, uma variante de “vírus chinês”, é como a extrema direita vem qualificando o novo coronavírus, na tentativa de jogar a culpa da pandemia no comunismo, alimentando um de seus fantasmas preferidos.

A transmissão era feita via YouTube, com o chat aberto para comentários. Se até ali a audiência elogiava a apresentação, quando ele soltou esse comentário houve reações de incredulidade e rejeição à fala. “Te achava mais sabido. Que pena, pena, pena”, escreveu um internauta. “Vírus comunista foi f… Não estraga, mas arranha a apresentação”, comentou outro espectador.  “Pessoal, Elomar é muito maior que isso. Governo vai, governo vem, passam. A obra de Elomar é atemporal, não passa!”, contemporizou um terceiro internauta.

Houve quem tentasse refutar a declaração, pedindo que os demais voltassem o vídeo, para constatar que ele teria dito “vírus como esse”, e não “comunista”. Mas, na verdade, ele usou as duas expressões. Primeiro falou “vírus comunista desgraçado” e na sequência “como esse”.

Abaixo, há o vídeo completo da Virada Online Caraguatatuba. O trecho polêmico está na altura de 6h16min11seg.

Avatar de Fabíola Salani

Fabíola Salani

Graduada em Jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo. Trabalhou por mais de 20 anos na Folha de S. Paulo e no Metro Jornal, cobrindo cidades, economia, mobilidade, meio ambiente e política.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR