No rastro do óleo do Nordeste
05 de julho de 2017, 13h47

Eu não quero morrer antes de a Globo me pedir desculpas, diz Lula

Em entrevista nesta tarde à Rádio Arapuan, da Paraíba, ex-presidente falou que já provou sua inocência, agora procuradores têm de provar sua culpa. E que prometeram à Globo uma condenação que não estão conseguindo entregar

 

Por Redação     Foto: Ricardo Stuckert

 

O ex-presidente Lula deu entrevista no começo desta tarde à Rádio Arapuan, da Paraíba, no Programa Rádio Verdade. Entre outros assuntos, quando perguntado sobre a crise do governo Michel Temer e as acusações que pesam contra ele afirmou que defende o Estado de Direito para todos. Que as acusações contra qualquer pessoa precisam ser provadas na Justiça e desafiou.

“Tem muito delator mentindo. E os procuradores estão numa encalacrada, prometeram minha condenação para a Rede Globo e agora não têm como entregar. Eu já provei minha inocência, agora eles têm de provar minha culpa. Não quero morrer enquanto a Globo não pedir desculpa para mim”, afirmou.

O presidente também relatou que em relação às denuncias contra Temer e o senador Aécio Neves, eles estão provando o ódio que destilaram ao fazer acusações sem provas contra o governo Dilma e o PT. “Eles criaram um clima de ódio desde as eleições, dizendo que todos os problemas do país eram criados pela Dilma. Agora, estão no governo e não resolvem os problemas. Estão apenas jogando a culpa nos pobres e retirando direitos. Essa gente não tem competência, corta salário, corta emprego, corta direitos. Corta tudo só dos mais pobres”.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum