domingo, 27 set 2020
Publicidade

Após ameaça terrorista, crítica feminista de videogames cancela palestra na Universidade de Utah

Anita Sarkeesian se tornou conhecida por criticar o machismo no mundo dos videogames. Por e-mail, o autor da ameaça disse que faria um massacre caso a palestra não fosse suspensa

Por Maya Dusenbery, em Feministing | Tradução: Redação

Anita Sarkeesian do “Feminist Frequency” estava agendada para dar uma palestra na Utah State University esta noite. Mas ela acabou sendo forçada a cancelar após uma pessoa ameaçar cometer “o tiroteio escolar mais fatal da história americana” se o evento acontecesse.  A lei estadual* de porte de armas impediu a polícia de tomar medidas de segurança adequadas para tratar da ameaça.

Acho que vale a pena mostrar a ameaça anônima na íntegra:

“Este é um aviso a toda a equipe e estudantes da Utah State University.

Na quarta-feira, 15 de outubro, uma mulher chamada Anita Sarkeesian vai se apresentar no Centro Estudantil Taggart (Taggart Student Center). Esse evento está sendo organizado por feministas do campus no Centro para Mulheres e Estudos de Gênero (Center for Women and Gender Studies).

Se vocês não cancelarem a fala dela, um ataque no estilo do Massacre de Montreal vai ser realizado contra os participantes, assim como os estudantes e a equipe no Centro de Mulheres próximo do evento. Tenho à minha disposição um rifle semi-automático, diversas pistolas e uma coleção de bombas caseiras. Esse vai ser o tiroteio escolar mais fatal da história americana e eu estou lhes dando uma chance de impedi-lo.

Vocês têm 24 horas para cancelar a palestra de Sarkeesian. Vocês podem ser tolos o bastante para apenas reforçar a segurança do evento, mas isso não vai salvá-los. Mesmo se eles forem capazes de me parar, ainda haverá muitas feministas no campus que não serão capazes de se defender. De uma forma ou de outra, eu vou me certificar de que elas morram.

Vocês provavelmente já ouviram sobre um homem chamado Marc Lepine. Ele era um herói para os homens em todo lugar por se erguer contra a influência tóxica do feminismo para a masculinidade ocidental. Vivemos em uma nação de covardes emasculados medrosos demais para desafiar as predadoras vis e misândricas que buscam destrui-los. O Feminismo dominou todas as facetas de nossa sociedade e mulheres como Sarkeesian querem nos punir por sequer fantasiarmos em sermos homens. É por isso que eu a escolhi como alvo. Anita Sarkeesian é tudo de errado com a mulher feminista e ela vai morrer gritando como a putinha medrosa que ela é se vocês permitirem que ela venha ao USU. Escreverei meu manifesto em seu sangue derramado e vocês serão testemunhas do que as mentiras e veneno feministas fizeram com os homens dos EUA.

Eu sou um estudante aqui. Vocês nunca vão me encontrar, mas talvez vocês saibam meu nome em breve. Feministas arruinaram minha vida e eu terei minha vingança, por mim e por todos aqueles que elas lesaram.

Vocês têm 24 horas. Façam bom uso.”

Essa ameaça não é incomum para Sarkeesian. Ela recebe coisas como essa o tempo todo. No começo deste verão, ameaças de morte tiraram-na de sua casa por um breve período. Alguém ameaçou explodir o Game Developers Choice Awards se ela fosse homenageada, mas ela prosseguiu com o evento assim mesmo. Como Sarkeesian relata no Twitter, o único motivo por que ela cancelou desta vez é porque ela havia solicitado revistas policiais ou detectores de metal, mas devido às leis de porte livre de Utah, a polícia não poderia fazer buscas por armas de fogo. E como o #GamerGate continua, outras mulheres na comunidade de games estão enfrentando assédios similares. As desenvolvedoras Brianna Wu e Zoe Quinn tiveram que fugir de suas residências recentemente após receberem ameaças que incluíam seus endereços.

Leia também:

O machismo que mancha as ligas de videogame no mundo

Nós vivemos em um mundo em que é considerado normal que mulheres que criticam vídeogames – VÍDEOGAMES, pelo amor de deus – enfrentem ameaças às suas vidas regularmente. Como Amy Roth diz no Skepchick, há um nome para isso: “Essa provocação online organizada, dedicada, encaminhada, é terrorismo direcionado a mulheres em uma tentativa de silenciá-las. E quando as mulheres não calam a boca, as ameaças se agravam”. Eu repito o que disse Sarkeesian: “Toda a indústria dos games precisa se levantar em combate ao assédio contra mulheres”.

*Em Utah, qualquer cidadão pode obter uma licença para portar armas de fogo livremente, sem requerimento de necessidade ou boa causa que justifique o porte.

Foto de capa: Reprodução

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.