Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
02 de fevereiro de 2012, 09h48

FMI prevê recessão em nove dos países mais ricos

O Fundo Monetário Internacional anunciou a revisão das suas projeções de evolução da economia mundial, prevendo agora que os países desenvolvidos deverão atravessar uma contração de 0,3% do seu Produto Interno Bruto (PIB). Há um mês, o Fundo previa para estes países um crescimento de 0,5%. A instituição recorda que esta é a primeira vez, no pós-Segunda Guerra Mundial, que as economias desenvolvidas entram em contração da riqueza. Para nove das maiores economias mundiais – EUA, Alemanha, Reino Unido, França, Espanha e Japão -, o FMI projeta quedas do PIB que vão dos 0,7% dos EUA aos 1,3% do Reino Unido.

Para os países em desenvolvimento, o FMI prevê agora um crescimento de 5,1% em 2009, contra os 6,1% de crescimento previstos há um mês. A China deverá continuar a ser um dos motores deste crescimento, com 8,5% em 2009. Para o Brasil, a previsão é de um crescimento de 3% no mesmo ano.

O FMI também mudou a previsão para a média do preço do barril de petróleo, dos 100 dólares para os 68, para refletir a recente queda nos preços do produto.

O Fundo afirma que, em relação a todas as medidas que já foram anunciadas para lidar com a crise, há a "necessidade de um estímulo às políticas macroeconómicas de apoio ao crescimento e capazes de garantir um ambiente adequado para restaurar a saúde dos sectores financeiros".

A instituição considera que as políticas para o setor financeiro também podem ser "reforçadas, esclarecidas e melhor coordenadas e, assim, estimular uma recuperação mais rápida dos empréstimos e da procura".

BCE baixa juros

Nesta quinta-feira, o Banco Central Europeu anunciou a redução da sua principal taxa de juros em meio ponto percentual, para 3,25%, ao mesmo tempo que o Banco da Inglaterra anunciava um corte de 1,5 pontos percentuais, passando a taxa de juros para 3% – o nível mais baixo desde 1950

Foi a segunda redução decidida pelo BCE no espaço de um mês. Em 8 de Outubro, o BCE tinha já baixado a taxa em 0,5%.

Recorde-se que ainda em Julho o BCE anunciava a subida dos juros, alegando que a medida era necessária para combater a inflação.

Publicado originalmente noEsquerda.net


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags