Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
08 de fevereiro de 2012, 19h13

Fortaleza promove Semana de Combate à Homofobia

Refletir sobre a diversidade sexual, promovendo o debate contra a discriminação, pela livre orientação e expressão afetivo-sexual e identidade de gênero. Com esse objetivo, a Prefeitura de Fortaleza, através da Coordenadoria de Políticas Públicas para Diversidade Sexual (CPPDS), realiza, de 11 a 17 de maio, uma semana de atividades em alusão ao Dia Mundial de Combate à Homofobia, Lesbofobia e Transfobia, comemorado no dia 17 de maio.

Debates, seminários e atividades culturais acontecem em vários espaços da cidade, no sentido de sensibilizar a sociedade e o poder público para o respeito aos direitos da população de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transsexuais (LGBTT).

A programação organizada pela Prefeitura será aberta a partir das 14h desta segunda-feira, 11, com uma Audiência Pública na Câmara Municipal de Fortaleza (Rua Thompson Bulcão, 830 – Luciano Cavalcante). O evento, que será iniciado com uma homenagem aos 20 anos do GRAB (Grupo de Resistência Asa Branca), contará com um amplo debate sobre a Homofobia, a Lesbofobia e a Transfobia.

O Programa Fortaleza Sem Homofobia será apresentado por Mitchelle Meira, coordenadoria da CPPDS, e uma discussão sobre o Projeto de Lei da Câmara 122/06 será facilitada por Caio Varela, assessor da Senadora Fátima Cleide (Rondônia), relatora da PLC, que propõe a alteração da Lei 7.716/89 com a inclusão de crimes de discriminação e preconceito em razão de gênero, sexo, orientação sexual e identidade de gênero.

A Audiência conta ainda com a apresentação da pesquisa Diversidade Sexual e Homofobia no Brasil (Fundação Perseu Abramo), conduzida pelo professor e coordenador da pesquisa, Gustavo Venturi. Finalizando a atividade, o vereador Guilherme Sampaio, presidente da Frente Parlamentar pela Livre Expresão Sexual, apresenta o Projeto de Lei de Combate à Homofobia.  A programação detalhada pode ser conferida clicando aqui.

17 de Maio

No dia 17 de maio de 1993, a Organização Mundial de Saúde (OMS) retirou a homossexualidade do rol de doenças, o que contribuiu para fortalecer o movimento de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBT), que passou a considerar essa data como o Dia Mundial de Combate à Homofobia. O termo Homofobia se configura como a discriminação, aversão, ódio e diferentes formas de violências cometidas contra a população LGBT.

(Com informações da Prefeitura de Fortaleza)


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags