O que o brasileiro pensa?
19 de janeiro de 2020, 17h29

Governo Bolsonaro coloca em risco o Anima Mundi, maior festival latino-americano de animação

Aqueles que pretendem tomar alguma iniciativa para salvar o festival deste ano terão que esperar pela largada, já que a Secretaria de Cultura ficou vazia após a exoneração de Roberto Alvim

Cena de "O Menino e o Mundo", obra de Alê Abreu (Foto: reprodução)

Um dos maiores eventos de animação do mundo, o maior da América Latina e certamente do Brasil, o Anima Mundi é um dos grandes acontecimentos do calendário cultural brasileiro.

Graças ao governo Bolsonaro e sua peculiar política cultural, o festival corre o sério risco de não realizar sua edição de 2020.

O ano de 2019 foi marcado por cortes nas verbas públicas para a Cultura e pelo fim de contratos de patrocínio que sustentavam o evento. Entre 2015 e 2018, o número de patrocinadores foi diminuindo de forma acentuada. Com isso, as inscrições, que deveriam ter sido feitas em dezembro, foram adiadas.

Nos anos anteriores, a principal financiadora da mostra era a estatal Petrobras, o que cessou em 2019. Também houve um corte verbas no ano de 2017, durante o governo de Michel Temer, que reduziu o apoio de R$ 1,1 milhão para R$ 750 mil. Cada edição do evento requer um gasto de ao menos R$ 2 milhões, e a última edição só conseguiu fechar as contas porque lançou uma campanha de financiamento coletivo.

Para piorar o cenário, aqueles que pretendem tomar alguma iniciativa para tentar salvar o festival deste ano terão que correr contra o tempo e esperar (e talvez muito) pela largada, já que a Secretaria de Cultura ficou vazia após a exoneração de Roberto Alvim e ainda não há certezas sobre se Regina Duarte aceitará assumir o cargo.

Desde a sua criação, em 1993, esta é a primeira vez que não há um plano concreto para a realização da mostra, que já revelou nomes importantes animação nacional, como Carlos Saldanha (“Rio” e “A Era do Gelo”) e Alê Abreu (“O Menino e o Mundo”).


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum