Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
31 de Maio de 2016, 12h00

Israel quer discutir paz com a Palestina, diz Netanyahu

Israel está pronto para discutir a iniciativa de paz árabe, visando a atingir a pacificação do conflito com a Palestina, informou o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu.

Israel está pronto para discutir a iniciativa de paz árabe, visando a atingir a pacificação do conflito com a Palestina, informou o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu

Por Agência Brasil

A proposta, que visa a acabar com o conflito árabe-israelense, foi adotada pela Líga Árabe em 2002. As nações árabes prometeram normalizar as relações com Israel, após o país se retirar de todos os territórios ocupados em 1967. A Iniciativa de Paz Árabe inclui elementos positivos que podem reanimar as negociações construtivas com os palestinos.

“Estamos prontos para discutir os ajustamentos à iniciativa com os países árabes, para que isso reflita as mudanças dramáticas que ocorrem na região desde 2002, mas mantendo o objetivo acordado da ‘solução de dois Estados’”, declarou o premiê no Parlamento na segunda-feira (30).

O político também reiterou seu apreço pelo presidente do Egito Abdel Fattah Sisi devido aos esforços conjuntos de renovação do processo de paz entre Israel e Palestina.

Cabe mencionar que Netanyahu já tinha feito declarações semelhantes, para diplomatas estrangeiros, pedindo à comunidade internacional que apoiasse o reinício de negociações diretas com a Palestina.

A Palestina busca o reconhecimento de seu Estado independente nos territórios na Cisjordânia, incluindo Jerusalém Oriental, e na Faixa de Gaza – territórios ocupados por Israel desde 1967, na Guerra dos Seis Dias. Israel se recusa a reconhecer o Estado palestino como uma entidade independente, ao contrário de 136 dos 193 países membros da Organização das Nações Unidas (ONU), inclusive a Rússia e o Brasil.

Foto de capa: Kjetil Elsebutangen, UD


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum