quinta-feira, 22 out 2020
Publicidade

Jojo Todynho: apanhei da vida, passei fome e não vai ser filhinho de papai que vai debochar de mim

Portal Africanize compartilhou desabafo da cantora em "A Fazenda" depois de briga com Biel

O portal Africanize, que produz e divulga conteúdo sobre o universo negro, compartilhou nesta quinta-feira (1º) em seu Facebook o desabafo da cantora Jojo Todynho durante o programa “A Fazenda”, na TV Record.

A artista se envolveu em uma briga com o também cantor Biel, outro participante do reality show, em que ficou nervosa e discutiu de maneira ríspida. Depois, ela foi para quarto, onde chorou e lembrou das dificuldades por que passou, incluindo fome e humilhações. O Africanize reproduziu o desabafo completo.

“Eu vendia picolé na rua com 9 anos pra ajudar a comprar comida pra casa – isso quando dava pra comprar. Vivia nas feiras catando verdura e fruta no chão pra gente comer.

Eu já fui xingada de tanto nome desde quando eu era pequena, além de tudo, vivia fugindo dos tiros para não morrer. Eu e meus irmãos, quando fomos no shopping a primeira vez, os seguranças vieram atrás achando que a gente ia roubar.

Trabalhei no McDonald’s igual uma vagabunda, era humilhada e xingada gratuitamente. Foi ali que eu resolvi mudar, quando uma madame, daquelas loiras cheias de joias, olhou em mim dos pés à cabeça e falou: ‘Anda logo com meu pedido sua negra’. Eu joguei todo o refrigerante na cara dela, pedi minha demissão e fui embora, com a cabeça erguida.

Nesse momento mudei, nunca mais fui a Jojo bobinha de antes! Eu apanhei muito da vida, mas a pior porrada que levei foi a fome. Hoje, eu posso ajudar a minha família e várias outras famílias que ajudo com meu dinheirinho e não vai ser filhinho de papai mimado do caralho que vai debochar com a minha cara aqui mais não.”

Ao final do texto, o portal escreveu uma mensagem dizendo que “ninguém imagina o quão difícil é ser uma mulher negra, gorda e periférica”. E seguiu em seu apoio à cantora dizendo que “ela chegou onde chegou sem abaixar sua cabeça” e que foram todas as dores que a tornaram o que é hoje.

Jojo Todynho desabafou: “Eu vendia picolé na rua com 9 anos pra ajudar a comprar comida pra casa – isso quando dava…

Publicado por Africanize em Quinta-feira, 1 de outubro de 2020

Fabíola Salani
Fabíola Salani
Graduada em Jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo. Trabalhou por mais de 20 anos na Folha de S. Paulo e no Metro Jornal, cobrindo cidades, economia, mobilidade, meio ambiente e política.