Fórumcast, o podcast da Fórum
17 de dezembro de 2015, 17h08

Jornalista da Globo e Estadão quer proibir protestos em dias úteis

Irritada com “o caos em São Paulo” por conta da manifestação contra o impeachment, Eliane Cantanhêde – a mesma que se referiu ao PSDB como um partido da “massa cheirosa” – sugeriu que se proibisse pesseatas que não fossem aos finais de semana

Por Redação

A comentarista de política do Estadão e da Globo News, Eliane Cantanhêde, nunca escondeu sua ojeriza ao PT e sua simpatia pelo PSDB. Nesta quarta-feira (16), por exemplo, a jornalista postou pelo Twitter o seguinte comentário:

“Devia ser proibido fazer manifestação em dia útil. São Paulo está um caos. Irritante!”.

cantanhede

Cantanhêde se referia à manifestação contra o impeachment que acontecia entre a avenida Paulista e o centro da capital paulista. No ato, estavam presentes, principalmente, centrais sindicais, organizações sociais e membros da militância petista – público que, aparentemente, a jornalista carrega certa repulsa. Isso por que em 2010, na convenção nacional do PSDB, a colunista se referiu ao partido como uma legenda de “massa cheirosa”, em uma clara ironia aos encontros de militantes do PT.

“Para quem tá acostumado com esse tipo de reunião, todo mundo tá estranhando. Muita gente, muita bagunça, muita confusão, parece até que o PSDB está virando um partido de massa. Um partido de massa, mas uma massa cheirosa”, disse na ocasião.

Ela também foi criticada em agosto do ano passado por praticamente blindar o nome de tucanos em uma comentário sobre denúncias de corrupção que envolviam o senador Aécio Neves (PSDB-MG). Questionada por internautas, Cantanhêde respondeu: “Vou tentar encaixar amanhã”.

 

 

 


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum