“Sofri todos os tipos de abusos psicológicos e emocionais dentro de casa”, diz Luisa Mell ao denunciar ex-marido

A militante da causa animal usou as redes sociais para falar sobre o relacionamento abusivo que viveu e afirmou que a "violência contra a mulher não acaba quando ela sai de casa"

A militante da causa animal Luisa Mell usou as redes sociais para falar e denunciar as violências que viveu em seu casamento e criticou a o fato de os homens abusadores sempre serem tratados como vítimas.

“Sempre que lemos notícias de mulheres abusadas, imaginamos isso com as outras, nunca dentro da nossa casa. Infelizmente, violência contra a mulher é uma cultura. Coloca-se o estuprador como vítima, pois “a mulher provocou”, coloca-se o agressor como inocente, pois “a mulher mereceu apanhar”, disse.

A ativista também destacou que “agressão também se faz com palavras, atitudes e manipulações e nem sempre quem está presa em um relacionamento abusivo percebe isso”.

“Eu sou uma dessas mulheres. Muitas vezes, pensava em sair de casa, mas ia ficando. Questionava se não era eu a louca, como ele sempre afirmava quando eu tentava resistir aos abusos, se tudo aquilo realmente acontecia sem conseguir enxergar o relacionamento abusivo que sofria estando dentro dele”, revela Luisa Mell.

Luisa Mel também conta que já tinha pensado em deixar o seu companheiro muitas vezes, mas relata que assim como tantas mulheres, tinha “dificuldades de se ver como vítima, de exergar o relacionamento abusivo e violento, de sermos incompreendidas na Justiça e em nossa família”.

Em seu texto, ela destaca o fato de a violência contra a mulher não terminar após o término da relação e que hoje está sendo vítima “de uma verdadeira organização criminosa” financiada pelo seu ex-marido “para destruir” a sua reputação.

“Mas criar a coragem de sair, de denunciar, não é quase nunca o fim. Fica o medo depois da vingança, da retaliação. Ficam as ameaças! E comigo, não está sendo diferente. Agora que criei coragem de sair, de denunciar e falar sobre o assunto, estou sendo vítima de uma verdadeira organização criminosa financiada pelo meu ex-marido para destruir a minha reputação. Financiando jornalistas sensacionalistas que estão a venda, munindo pessoas sobre nossa intimidade como casal, estão criando todos os tipos de mentiras para me atacar”, denuncia.

Notícias relacionadas

Avatar de Marcelo Hailer

Marcelo Hailer

Jornalista (USJ), mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP) e doutor em Ciências Socais (PUC-SP). Professor convidado do Cogeae/PUC e pesquisador do Núcleo Inanna de Pesquisas sobre Sexualidades, Feminismos, Gêneros e Diferenças (NIP-PUC-SP). É autor do livro “A construção da heternormatividade em personagens gays na televenovela” (Novas Edições Acadêmicas) e um dos autores de “O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente” (AnnaBlume).

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR