O que o brasileiro pensa?
02 de julho de 2020, 22h52

MPF investiga distribuição de cloroquina a indígenas e acesso às reservas sem autorização

Procuradores apuram desrespeito à decisão de isolamento de povos em Roraima e apontam que equipes do Ministério da Saúde deveriam ter feito quarentena prévia

O Ministério Público Federal em Roraima abriu procedimento nesta quinta-feira (2) para investigar a distribuição de cloroquina às comunidades indígenas e o acesso aos territórios sem a devida consulta prévia aos povos que vivem nas regiões.

Equipes do Ministério da Saúde, Ministério da Defesa e da Fundação Nacional do Índio (Funai) estão nas regiões da Terra Yanomami e da Raposa Serra do Sol desde a terça-feira (30) para realizar uma ação de saúde relacionada ao coronavírus.

A ideia do MPF é apurar se houve o desrespeito ao isolamento de comunidades que temem os ricos de infecção pelo coronavírus. O Ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, esteve na Terra Yanomami na quarta-feira (1º), acompanhado de uma comitiva.

“O objetivo é apurar a distribuição de cloroquina às comunidades indígenas, o ingresso nos territórios sem prévia consulta de seus povos – em desrespeito à decisão de isolamento de muitas de suas comunidades -, a violação das regras de distanciamento social, a presença expressiva de meios de comunicação em contato com os indígenas e a eficiência de operação com vultoso gasto de recursos públicos”, disse o MPF, em nota

O Ministério Público do estado também expressou preocupação sobre a fala do ministro Azevedo, de que a pandemia está controlada na Terra Indígena Yanomami, e informou que “diante da aparente tentativa de minimizar a gravidade da pandemia que se alastra diariamente” aguarda um plano que monitore a região contra o vírus e ação de garimpeiros.

As operações atuais, de acordo com apuração inicial do MPF, não respeitaram as orientações pretendidas de serem executadas no plano emergencial, “como quarentena prévia das equipes e não aproximação das populações indígenas”.

Maior reserva indígena do Brasil, a Terra Yanomami tem quase 10 milhões de hectares e fica entre os estados de Roraima e Amazonas. Cerca de 27 mil indígenas vivem na região, alvo de garimpeiros que invadem a terra em busca da extração ilegal de ouro.

Com informações do G1


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum