Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
04 de fevereiro de 2020, 18h12

Novo manual do MEC coloca regras de aparência para alunos de escolas cívico-militares

Não é permitido o uso de qualquer adereço e os cabelos tem regras específicas para meninos e meninas

Um manual para Escolas Cívico-Militares de 324 páginas foi distribuído pelo MEC com regras e orientações para alunos e professores.

A cartilha exige que os meninos tenham o cabelo “cortado de modo a manter nítidos os contornos junto às orelhas e o pescoço”, estejam bem barbeados e “com cabelos e sobrancelhas na tonalidade natural e sem adereços”, sem tinturas os piecings. Para as meninas, o manual diz que o cabelo deve estar cuidadosamente arrumado e em rabo de cavalo ou de trança. As alunas só podem usar adereços “discretos” e saia-calça.

Em caso de “problemas que não puderem ser resolvidos” pelo diretor, deve ser acionado o Ministério da Defesa, as Forças Armadas ou de segurança estaduais e municipais.

Outra parte do manual estabelece as músicas tocadas na escola, de modo a “despertar o entusiasmo pela escola, pelos heróis nacionais e pela Pátria”, e define como valores “o amor à profissão das armas” e “a fé na missão elevada das Forças Armadas”.

O texto ainda determina a adoção de um sistema de avaliação de comportamento dos alunos, com notas que vão de “mau” até “excelente” e com pontos que podem ser atribuídos por meio de elogios coletivos e individuais ou retirados por meio de repreensões.

O atual governo brasileiro quer implantar 216 escolas do tipo até 2023. O plano está sendo distribuído a todas as secretarias estaduais de educação do país.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum