Blog do George Marques

direto do Congresso Nacional

14 de agosto de 2019, 16h47

Parlamentares querem Marcos Pontes na Câmara para explicar demissão de diretor do INPE

Deputados querem também mais informações sobre o desmonte da política de investimento na ciência e tecnologia e sobre a viagem custeada com recursos públicos aos Estados Unidos, junto com sua assessora

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O ex-astronauta e atual ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, terá muito o que explicar à Câmara dos Deputados. Apenas nesta quarta-feira (14), foram aprovados ao menos três requerimentos solicitando a presença do chefe da pasta na Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática (CCTCI) na Casa.

Além de esclarecer a demissão do ex-diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), Ricardo Galvão, deputados que compõem o colegiado querem mais informações sobre o possível desmonte da política de investimento na ciência e tecnologia e sobre a viagem custeada com recursos públicos aos Estados Unidos, junto com sua assessora.

Os requerimentos, protocolados por deputados do DEM, PT e PSoL, foram subscritos por parlamentares de outras siglas. Na audiência pública que discutirá os cortes orçamentários definidos pelo Governo Federal para a área da educação, deputados também querem contar com a presença do ministro da Educação, Abraham Weintraub.

É que, atualmente, já se encontra na Comissão, à espera do parecer do relator, o Projeto de Lei nº 2.926/2019, que veda o corte e a interrupção de bolsas de pesquisa, já em andamento na Casa, e que pretende “proteger as bolsas de pós-graduação e bolsas científicas de cortes que podem ser feitos ao sabor da conjuntura”, como explicou o autor da proposta, deputado federal Márcio Jerry (PCdoB-MA).

Veja também:  "Tenho que ficar na sombra", disse Dallagnol em ordem para abaixo-assinado por prisão de Lula

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum