Patrícia Pillar critica Neymar e afirma que falta “empatia e delicadeza” ao jogador

A atriz não gostou do comentário do atleta após a vitória sobre o Peru, quando o atacante afirmou que seria uma honra passar o Pelé em número de gols com a seleção; o ex-jogador do Brasil está internado tratando de um câncer

A atriz Patrícia Pillar e o jogador de futebol Neymar foram parar nos trends topics (assuntos mais comentados) do Twitter após uma discussão sobre empatia e Pelé.

Tudo começou com um tuíte de Patrícia Pillar no dia 9 de setembro, quando a seleção brasileira venceu o Peru por 2×0 pela décima rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo do Qatar.

Na partida, o jogador Neymar marcou um gol e teve a sua performance muito elogiada. Após a vitória, o craque afirmou que “seria uma honra ultrapassar” a marca de gols de Pelé com a camisa da seleção.

Porém, o ex-jogador Pelé segue internado para tratar de um câncer e, para Pillar, faltou sensibilidade a Neymar ao fazer tal comentário.

“Neymar me decepciona mais a cada dia. Falar em passar o Pelé na artilharia foi absolutamente lamentável”. Para a atriz, faltou sensibilidade ao jogador. “Pelé está no hospital, não era hora”, respondeu para os internautas.

Ao tomar conhecimento das críticas de Pillar, Neymar respondeu o tuite da atriz na madrugada desta segunda-feira (13): “Ah pronto, agora eu tenho que parar de fazer gol”.

Em seguida, Patrícia Pillar respondeu a ironia de Neymar. “Por uma questão de empatia e educação, não era hora para dizer que passaria o Pelé na artilharia. São essas delicadezas da vida que talvez você ainda não tenha aprendido”, criticou Patrícia Pillar.

Não satisfeito, Neymar respondeu com outra ironia: “Meu gol mais bonito. Por empatia e delicadeza da uma olha (sic) lá”.

Publicidade

Após a discussão entre Patrícia Pillar e Neymar, o ex-jogador Pelé, que está internado no Hospital Albert Einstein desde o dia 31 de agosto para tratar um tumor no cólon direito, usou as redes sociais para afirmar que “a cada dia que passa” se sente “um pouco melhor”.

Avatar de Marcelo Hailer

Marcelo Hailer

Jornalista (USJ), mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP) e doutor em Ciências Socais (PUC-SP). Professor convidado do Cogeae/PUC e pesquisador do Núcleo Inanna de Pesquisas sobre Sexualidades, Feminismos, Gêneros e Diferenças (NIP-PUC-SP). É autor do livro “A construção da heternormatividade em personagens gays na televenovela” (Novas Edições Acadêmicas) e um dos autores de “O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente” (AnnaBlume).

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR