Vídeo: “Não adianta ficar chorando. A luz vai ficar mais cara”, diz Paulo Guedes

Durante audiência pública no Senado, o ministro da Economia novamente terceirizou a culpa e afirmou que os governadores lucram com a crise hídrica

Em audiência pública realizada nesta quinta-feira (26) no Senado, o ministro da Economia, Paulo Guedes, declarou que “não adianta ficar chorando” e revelou que a taxa extra de luz deve ter novo reajuste por causa da crise hídrica.

Além disso, o ministro também afirmou que os governadores lucram com a crise e, como de praxe, terceirizou a culpa pela alta na conta de luz.

“Temos de enfrentar a crise de frente. Vamos ter de subir a bandeira, a bandeira vai subir. Vou pedir aos governadores para não subir automaticamente (O ICMS, imposto estadual no valor total da conta de luz), eles acabam faturando em cima da crise. Isso não é interessante. Temos de enfrentar, não adianta ficar sentado chorando”, disse Guedes.

A fala do ministro pode ser conferida a partir de 1h21m49:

“Qual o problema da energia ficar mais cara?”

Esse é a segunda vez, em menos de semana, que o ministro Paulo Guedes debocha sobre a alta no preço da luz.

Guedes, deu mais uma prova de sua insensibilidade e falta de noção de economia ao lançar mais frases estapafúrdias durante lançamento da Frente Parlamentar do Empreendedorismo nesta quarta-feira (25).

Guedes tentou minimizar o aumento de mais de 50% nas contas de luz atrelando a alta autorizada pelo governo com as eleições presidenciais, que só acontecem em outubro de 2022.

“Se no ano passado, que era o caos, nós nos organizamos e atravessamos, por que nós vamos ter medo agora? Qual o problema agora que a energia vai ficar um pouco mais cara porque choveu menos? Ou o problema agora é que está tendo uma exacerbação porque anteciparam as eleições… Tudo bem, vamos tapar o ouvido, vamos atravessar”, disse, criticando a mídia.

Publicidade

Notícias relacionadas

Avatar de Marcelo Hailer

Marcelo Hailer

Jornalista (USJ), mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP) e doutor em Ciências Socais (PUC-SP). Professor convidado do Cogeae/PUC e pesquisador do Núcleo Inanna de Pesquisas sobre Sexualidades, Feminismos, Gêneros e Diferenças (NIP-PUC-SP). É autor do livro “A construção da heternormatividade em personagens gays na televenovela” (Novas Edições Acadêmicas) e um dos autores de “O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente” (AnnaBlume).

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR