Entrevista exclusiva com Lula
30 de setembro de 2016, 11h23

Presidente Filipino se compara a Hitler e diz querer matar 3 milhões de usuários e traficantes de drogas

Desde que Rodrigo Duterte tomou posse, em junho, mais de 3 mil pessoas foram mortas em operações policiais de enfrentamento às drogas.

Desde que Rodrigo Duterte tomou posse, em junho, mais de 3 mil pessoas foram mortas em operações policiais de enfrentamento às drogas

Por Redação

O presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte se comparou nesta sexta-feira (30) ao líder nazista, Adolf Hitler, durante um pronunciamento. “Hitler massacrou três milhões de judeus. Agora há aqui três milhões de viciados. Eu gostaria de massacrá-los todos”, afirmou.

Duterte atacou ainda os Estados Unidos e a União Europeia, que criticam seu levante contra usuários de drogas e traficantes. “Podem me chamar do que quiserem, mas nunca gostei da hipocrisia como vocês”, disse.

Ele foi eleito com grande maioria dos votos e, desde o último dia 30 de junho, mais de 3.500 pessoas já foram mortas em suas ações de enfrentamento às drogas.

O presidente teria pedido ajuda da população e dado aval à polícia para matar. “Se a Alemanha tinha Hitler, as Filipinas terão minhas vítimas, que gostaria que fossem todos os criminosos, para acabar com o problema deste país e salvar a próxima geração da perdição”, concluiu.

Foto: Staff of the Presidential Communications Operations Office and the Office of the President of the Philippines


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum