O que o brasileiro pensa?
07 de março de 2017, 11h23

Programa adotado por Marcela Temer é rejeitado em São Paulo

O Comas (Conselho Municipal de Assistência Social) não permitiu a adesão do programa Criança Feliz na cidade de São Paulo. O programa foi adotado por Marcela Temer, considerada a “madrinha” da iniciativa. As alegações foram "ausência de informações em relação às questões técnicas, operacionais, metodológicas e conceituais".

O Comas (Conselho Municipal de Assistência Social) não permitiu a adesão do programa Criança Feliz na cidade de São Paulo. O programa foi adotado por Marcela Temer, considerada a “madrinha” da iniciativa. As alegações foram “ausência de informações em relação às questões técnicas, operacionais, metodológicas e conceituais”.

Da Redação com Informações da Coluna de Mônica Bérgamo

O Comas (Conselho Municipal de Assistência Social) não permitiu a adesão do programa Criança Feliz na cidade de São Paulo. O programa foi adotado por Marcela Temer, considerada a “madrinha” da iniciativa.

O órgão, responsável por autorizar a entrada do município no projeto para a primeira infância, argumentou haver “ausência de informações em relação às questões técnicas, operacionais, metodológicas e conceituais” do projeto federal.

Diante do mal feito, restou ao titular da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social, que faz a implementação do programa em São Paulo, Floriano Pesaro, reclamar. “Isso prejudica quase 6.000 famílias. Foi uma decisão política e contrária ao interesse público” .

De 300 municípios aptos a participar do Criança Feliz, 228 se inscreveram.

A Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social diz que espera conseguir reverter a rejeição. Uma alternativa em estudo é fazer a adesão mesmo sem o aval do Comas, ou seja, de forma irregular.

Depois da implementação, ele seria submetido novamente à avaliação do conselho. O governo federal, em nota, afirma que “não há ausência de informações” e que “o programa foi exaustivamente discutido”.

O Comas é formado por nove representantes da sociedade civil e outros nove do poder público. Autoridades da prefeitura afirmam que boa parte dos integrantes ainda é ligada à gestão do ex-prefeito Fernando Haddad (PT).

 

 

 

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum