Fórumcast #20
13 de maio de 2014, 16h10

PSB vai pedir arquivamento do projeto de “cura gay”

A legenda declarou que o deputado Pastor Eurico (PSB-PE) agiu individualmente ao defender proposta e que o partido tem um histórico de defesa das causas LGBT

A legenda declarou que o deputado Pastor Eurico (PSB-PE) agiu individualmente ao defender proposta e que o partido tem um histórico de defesa das causas LGBT

Por Marcelo Hailer

A assessoria de comunicação nacional do Partido Socialista Brasileiro (PSB) declarou à revista Fórum que a legenda não apoia o projeto de lei apresentado pelo deputado Pastor Eurico (PSB-PE), que pretende autorizar a “cura gay”. A proposta visa derrubar a resolução de 1999 do Conselho de Psicologia, que proíbe  as terapias de conversão de orientação sexual. De acordo com a assessoria, a bancada do partido vai entrar com pedido de arquivamento da matéria.

A direção nacional da sigla vai se reunir entre hoje e amanhã e para emitir um comunicado a respeito. Porém, a assessoria ressalta que o PSB tem um histórico de apoio à causa LGBT e que seu pré-candidato à presidência da República, Eduardo Campos, é a favor da adoção por casais do mesmo sexo, da criminalização da homofobia e que, na sua gestão em Pernambuco, uma série de ações foram promovidas no combate à discriminação.

Veja também:  MP investiga Ricardo Salles por enriquecimento ilícito de R$ 7,4 milhões em cinco anos

A reportagem questionou se a direção do partido e a bancada do PSB no Congresso Nacional visava algum tipo de sanção ao deputado Pastor Eurico, visto que ele contrariou orientação nacional. A reposta foi negativa, já que a legenda quer buscar o diálogo com o parlamentar e trabalhar pelo arquivamento do projeto.

Conforme a assessoria de comunicação, não “tem lógica apresentar este projeto”, pois o próprio deputado João Campos (PSDB-GO), autor de uma matéria igual, já havia retirado a proposta da pauta.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum