Fórumcast #20
26 de fevereiro de 2017, 13h02

Público do Sambódromo saúda o prefeito: “Ei, Dória, vai tomar no c*!”

Doria foi varrer o Sambódromo do Anhembi e, ao erguer a vassoura para o público, ouviu um sonoro: "Ei, Dória, vai tomar no cu!". Alckmin, que estava próximo, reagiu: "Não ouvi... eu... cadê a Lu?", desconversou.

Doria foi varrer o Sambódromo do Anhembi e, ao erguer a vassoura para o público, ouviu um sonoro: “Ei, Dória, vai tomar no cu!”. Alckmin, que estava próximo, reagiu: “Não ouvi… eu… cadê a Lu?”, desconversou.

Da Redação com Informações da Coluna de Mônica Bérgamo

O prefeito de São Paulo, João Doria, foi novamente varrer o Sambódromo do Anhembi, neste sábado (25) e, ao erguer a vassoura para o público, ouviu um sonoro: “Ei, Dória, vai tomar no cu!”. O governador Geraldo Alckmin, que estava próximo, reagiu: “Não ouvi… eu… cadê a Lu?”, desconversou sobre os xingamentos.

Doria, por sua vez, em comparação pouco modesta, solta mais uma das suas: “Uma maioria me aplaudiu e aprovou, e depois vaiaram os que vaiaram. Mas nem Jesus teve unanimidade. Não busco unanimidade. Eu tô aqui por vontade e alegria de estar aqui. A maioria aplaudiu, e muito”, concluiu.

O secretário de turismo e presidente da SPTuris, David Barioni, que também estava por ali, confidenciou: “Nós chegamos a pensar em sair num bloco na avenida, todos os secretários e o João vestidos de gari”. Rapidamente, o vice-prefeito Bruno Covas reagiu: “Não inventa”, responde Bruno Covas, vice-prefeito e secretário de prefeituras regionais.

Veja também:  Caso Itaipu: Empresa ligada a Bolsonaro negociou acordo ilegal com vice-presidente paraguaio

 


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum