Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
02 de janeiro de 2017, 11h56

Rebelião em presídio no AM termina com ao menos 50 mortos

Motim na maior prisão do estado durou 17 horas, seis corpos foram atirados sem cabeças e 12 agentes penitenciários foram feitos reféns

Motim na maior prisão do estado durou 17 horas, seis corpos foram atirados sem cabeças e 12 agentes penitenciários foram feitos reféns

Da Redação

Pelo menos 50 pessoas morreram no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), localizado no km 8 da BR-174, em Manaus, após motim que teve início neste domingo (1º). É o maior presídio do estado e a rebelião durou cerca de 17 horas.

O número de mortos foi confirmado pelo secretário de Segurança Pública do Amazonas, Sérgio Fontes, ao G1. De acordo com ele,  são “entre 50 e 60 pessoas”.

A secretaria de Administração Penitenciária disse que a rebelião foi motivada por uma briga entre facções criminosas que atuam dentro da unidade prisional.

Doze agentes prisionais foram feitos reféns e foram liberados. Os corpos de seis pessoas foram jogados para fora do presídio, sem as cabeças, segundo informações da SSP.

Dezenas de parentes dos mortos estão na frente da penitenciária e outros familiares já foram à sede do Instituto Médico Legal (IML) em busca de informações.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum