Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
28 de junho de 2007, 12h19

Reitoria desocupada, estudantes prometem manter o movimento

A saída dos estudantes da reitoria na sexta-feira pôs fim a 50 dias de ocupação. A imprensa não pôde entrar e a perícia policial agiu no sábado

A desocupação do prédio da reitoria da Universidade de São Paulo (USP), na madrugada de sexta-feira para sábado, foi pacífica. Os estudantes prometem dar sequência ao movimento e novas assembléias estão marcadas.

A saída havia sido aprovada, condicionada à concordância dos funcionários da universidade. Em assembléia do Sindicato dos Trabalhadores da USP (Sintusp) o termo foi aceito, abrindo espaço para a desocupação.

Tratado como os “blocos K e L” do Conjunto Residencial da USP (Crusp) – a moradia dos estudantes no campus – no blog da ocupação, os prédios da reitoria estariam, segundo os ocupantes, perservados. A perícia da polícia militar indica que o gabinete da reitora estava intacto, mas outras salas tiveram equipamentos deslocados e amontoados na entrada do prédio.

No termo apresentado pela reitora, que foi a chave da desocupação, a não punião dos estudantes estava condicionada à verificação de danos materiais no prédio durante os quase dois meses.

No blog da ocupação, os estudantes são convocados para novas assembléias nos dias 26 e 27. Eles declaram-se vitoriosos por terem despertado um movimento estudantil para discutir a universidade e sua autonomia, já que iniciativas semelhantes ocorreram em outros campi no interior e de outras instituições públicas de ensino superior.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags