segunda-feira, 26 out 2020
Publicidade

Salles PASSA A BOIADA e Bolsonaro dá aval à MINERAÇÃO em terras indígenas na AMAZÔNIA

O ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles mais uma vez passou a boiada na legislação ambiental comandando a revogação de resoluções que determinavam práticas de preservação em áreas litorâneas de manguezais e restingas e em áreas próximas a mananciais urbanos. As normas foram extintas pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente, em sessão presidida por Ricardo Salles, que em abril, na fatídica reunião ministerial, disse alto e em bom som que o governo deveria aproveitar o foco da imprensa na Covid 19 para passar boiada nas regras de proteção ambiental e nas áreas de agricultura.

O Ministério Público Federal voltou a pedir à justiça que analise o pedido de afastamento de Salles do cargo, o que não pareceu abalar o presidente Jair Bolsonaro. Ontem mesmo, ele deu aval para o avanço da mineração em territórios indígenas. Segundo o secretário de Geologia, Mineração e Transformação Mineral, Alexandre Vidigal de Oliveira, o programa de mineração lançado por Bolsonaro vai tratar da exploração de minério em novas áreas, incluindo nas terras indígenas.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.