terça-feira, 27 out 2020
Publicidade

Sem debate, Biden e Trump participam de entrevistas solo e geram “guerra de canais”

Depois que o encontro desta quinta foi cancelado, candidatos conseguiram agendar entrevistas exclusivas em diferentes canais locais, as quais serão transmitidas simultaneamente

Esta quinta-feira (15) deveria ser o dia do segundo debate das eleições presidenciais dos Estados Unidos, entre Donald Trump, candidato à reeleição, e Joe Biden, líder das pesquisas. Porém, o encontro foi cancelado na semana passada, e isso levou os rivais a apostar em entrevistas exclusivas, em dois diferentes canais de televisão do país.

No mesmo dia do cancelamento (sexta-feira passada), a ABC anunciou que faria uma entrevista apenas com Biden, por considerar que Trump foi o responsável pelo cancelamento do debate – e efetivamente, o que aconteceu foi que o atual presidente se recusou a participar do debate de forma virtual, medida que foi adotada devido ao fato de que ele mesmo estava com covid-19 e poderia contagiar outras pessoas se tivesse que compartilhar um estúdio.

Porém, nesta quarta (14), o canal NBC revelou que transmitiria uma entrevista com Donald Trump, que será veiculada na mesma hora que o programa da ABC com Joe Biden (20h, pela hora da Costa Leste estadunidense), gerando uma verdadeira “guerra de canais”. No Twitter, muitos comentários alegam que a disputa pela audiência nesta noite será uma espécie de “termômetro eleitoral”.

De qualquer forma, os dois candidatos ainda terão um último debate, agendado para o dia 22 de outubro, e que será transmitido por cadeia nacional.

A eleição nos Estados Unidos ocorrerá no dia 3 de novembro.

Victor Farinelli
Victor Farinelli
Jornalista formado pela Universidade Católica de Santos, há 15 anos é correspondente na Argentina (2004 e 2005) e no Chile (desde 2006).