Sindicato e Fenaj repudiam agressões a repórter da CNN em ato com Bolsonaro

Entidades que representam jornalistas mostraram indignação com a violência perpetrada por seguidores do presidente da República contra profissionais de imprensa e cobraram providências

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro (SJPMRJ) e a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) emitiram uma nota de repúdio para condenar as agressões sofridas pelo repórter Pedro Duran, da CNN, enquanto cobria a manifestação convocada pelo presidente Jair Bolsonaro, na tarde deste domingo (23), no Aterro do Flamengo, capital fluminense.

As entidades cobraram uma resposta das autoridades, relatando que Duran foi impedido de exercer sua função profissional por conta da fúria de manifestantes antidemocráticos, precisando ser retirado do local por policiais militares que acompanhavam a aglomeração.

Confirma a íntegra da Nota de Repúdio emitida pelo SJPMRJ e pela Fenaj:

Em mais uma manifestação de truculência, intransigência, absoluto desrespeito com a atividade jornalística e a liberdade de imprensa e de expressão, grupos bolsonaristas atacaram hoje, 23/5, o repórter da CNN Pedro Duran durante a cobertura da manifestação promovida no Rio de Janeiro pelo presidente da República, Jair Bolsonaro. O repórter foi impedido de exercer sua função profissional e teve que ser escoltado por policiais militares para escapar da fúria dos antidemocratas.

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio (SJPMRJ) e a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) repudiam veementemente os ataques ao repórter. O Relatório da Violência contra Jornalista e Liberdade de Imprensa – 2020, produzido pela Fenaj, mostra que nos dois últimos anos é crescente a insegurança para o exercício da profissão de jornalista no Brasil. Os ataques que profissionais de imprensa vêm sofrendo por parte de grupos de apoiadores do presidente passaram a ser frequentes e, lamentavelmente, são alimentados pela pessoa que ocupa o mais alto cargo da Nação.

Diante dos graves fatos registrados nesta manhã, o SJPMRJ e a Fenaj cobram das autoridades do município do Rio as providências necessárias no sentido de punir os responsáveis pela manifestação, que desrespeitou todas as medidas sanitárias de combate à pandemia e pôs em risco a vida de milhares de cidadãos cariocas.

A liberdade de imprensa é um dos pilares da Democracia. E dela jamais abriremos mão.

*Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro

*Federação Nacional dos Jornalistas

Avatar de Henrique Rodrigues

Henrique Rodrigues

Jornalista e professor de Literatura Brasileira.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR