Fórumcast, o podcast da Fórum
02 de maio de 2017, 17h06

Temer atenta contra o direito de greve e manda cortar ponto de funcionários públicos

Em resposta autoritária ao movimento grevista, o presidente mandou descontar o dia de trabalho de todos os servidores públicos que paralisaram suas atividades na greve geral do dia 28, atentando contra um direito previsto na Constituição

Por Redação

Veio à público, nesta terça-feira (2), a circular do Secretário de Gestão de Pessoas e Relações de Trabalho no Serviço Público, do governo federal, ordenando o corte do ponto de todos os servidores públicos que aderiram à greve geral da última sexta-feira (28).

Temer já havia ameaçado fazer o corte de ponto como uma tentativa de enfraquecer a greve, mas a circular mostra que a atitude, de fato, foi tomada, em uma resposta autoritária ao movimento grevista. De acordo com as centrais sindicais, estima-se que mais de 30 milhões de brasileiros paralisaram suas atividades contra as reformas trabalhista e da Previdência que vêm sendo encabeçadas pelo governo.

Circular determinando o corte dos pontos. (Reprodução)

A Constituição Federal, em seu artigo 9º e a Lei nº 7.783/89 asseguram o direito de greve a todo trabalhador, e o exercício da greve, pela lei, deve ser considerado legítimo quando o empregador ou a entidade patronal correspondentes tiverem sido pré-avisadas com 72 horas de antecedência.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum