Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
08 de junho de 2018, 08h16

TSE manda tirar do ar fake news contra Marina Silva

No entanto, as (des)informações são próximas a reportagens publicadas pela velha mídia baseadas em supostas delações premiadas

Foto: Reprodução/UOL

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) acolheu ação da Rede Sustentabilidade e determinou a retirada da internet de matérias publicadas em sites que afirmam que a pré-candidata do partido está envolvida em esquemas de corrrupção. As fake news constavam na página “Partido Anti PT”

A Rede contestou cinco links publicados em 2017. Dois destes traziam no título: “Leo Pineheiro diz que Marina recebeu propina da OAS” e “Caetano (Veloso) defendeu Marina, que recebeu propina da OAS, Odebrecht e de Eike Batista”. As postagens levam para o site Imprensa Viva, parceiro do site no Facebook.

O TSE determinou que o Facebook retire os posts da rede social e forneça o IP da conexão do autor das postagens e do dono da conta da página em até dez dias úteis. O Facebook informou que cumprirá a decisão judicial. “Respeitamos a Justiça brasileira”, disse em nota.

No entanto, as informações são próximas a reportagens publicadas pela velha mídia baseadas em supostas delações premiadas. O jornal O Globo estampou em manchete de seu jornal impresso. “Campanha de Leo Pinheiro recebeu Caixa 2, dirá Leo Pinheiro. A Folha, por sua vez, publicou: Leo Pinheiro diz que Marina recebeu propina da OAS e “Caetano defendeu Marina, que recebeu propina da OAS”.

FM


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum